#
CONTACTE-NOS
(+351) 226 156 500
AMBIENTE DESCONTRAÍDO: Crise da Biodiversidade: estamos a comer a nossa própria cauda?
23 MAY 2019
Ciclo de sessões temáticas | Ambiente Descontraído
Crise da Biodiversidade: estamos a comer a nossa própria cauda?

Tanto quanto sabemos, apenas o planeta Terra apresenta vida, que, desde a sua génese, tem encontrado soluções fascinantes e engenhosas de sobreviver às condições e alterações ambientais, resultando nas quase nove milhões de espécies existentes. Ao longo dos 3,5 mil milhões de anos da história da vida na Terra, registaram-se cinco eventos de extinções em massa, havendo evidências de que podemos estar a entrar no sexto, em consequência da ação humana. O ritmo atual de perda de biodiversidade é uma séria ameaça à sobrevivência e qualidade de vida humana, uma vez que estamos a "morder a mão que nos alimenta”, que nos veste, que nos aquece, que nos dá água limpa e ar puro, que nos cura, que nos faz sentir bem, que, em suma, nos fornece as condições restritas em que conseguimos viver e prosperar. 

Ainda vamos a tempo de parar este processo antes de termos consequências diretas enquanto espécie? 
Estamos conscientes da verdadeira dimensão deste problema? 
 
Em momento de celebração do Dia Internacional da Biodiversidade, estas e outras questões serão abordadas nesta sessão, procurando uma reflexão alargada e profunda sobre o tema.

Oradores convidados: 
Patrícia Tiago (Biodiversity4all) 
Milene Matos (Projeto BioLiving) 
Armando Loureiro (ICNF)
Albano Beja-Pereira (CIBIO- InBIO)
Moderação:
Sílvia Camarinha - Farol de Ideias (Jornalista Programa Biosfera) 
 
Entrada livre sujeita a inscrição: m.tavares@serralves.pt

[Imagem: Teresa Matos Fernandes]

Sílvia Camarinha é licenciada em Jornalismo e Ciências da comunicação pela Universidade do Porto. Desde 2005 que trabalha nas áreas da Economia, Ambiente e Comunicação de Ciência ao serviço da produtora audiovisual Farol de Ideias. Jornalista do programa Biosfera, transmitido há mais de 10 anos na RTP2, foi responsável por centenas de reportagens sobre ambiente em Portugal. Nos últimos anos, realizou dois documentários: "Ulisses, relançar a Europa a partir do Sul" - sobre as alternativas à política de austeridade; "Como serás tu amanhã?" - sobre o impacto na saúde humana das substâncias químicas sintéticas que se encontram nos alimentos, no ar, entre outros.

Doutorada em biologia, pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, na área da ciência cidadã.
Membro fundador do projeto BioDiversity4All e da Associação Europeia de Ciência Cidadã.
Tem colaborado com diferentes instituições nas áreas de comunicação e divulgação de ciência e educação ambiental.

Biólogo - especialização em Ecologia e Recursos Zoológicos - Faculdade de Ciências da Universidade do Porto.

Ingressou nos quadros superiores da Administração Pública em janeiro de 1994, na Autoridade Nacional de Conservação da Natureza (SNPRCN, ICN, ICNB), tendo integrado as equipas da Reserva Natural da Serra da Malcata, Parque Nacional da Peneda Gerês e Direção de Serviços de Conservação da Natureza e Departamento de Gestão de Áreas Classificadas do Norte, como técnico superior. 
Exerceu cargos dirigentes enquanto Diretor Adjunto do Departamento de Gestão de Áreas Classificadas do Norte e Chefe de Divisão de Planeamento e Avaliação de Projectos do Departamento de Conservação da Natureza e Florestas do Norte do ICNF. Director do Departamento de Conservação da Natureza e das Florestas do Norte.
Representou Portugal como perito em Biodiversidade e Alterações Climáticas e Florestas, no âmbito da Convenção da Diversidade Biológica (CBD) e da União Europeia.

Experiência profissional mais relevante:
No âmbito das funções exercidas destacam-se as atividades desenvolvidas nos domínios: 
i) da conservação da natureza e biodiversidade – participação e coordenação de projetos de conhecimento (e.g. Livro Vermelho de Vertebrados de Portugal, Atlas dos Anfíbios e Répteis de Portugal, Atlas de Aves Nidificantes de Portugal, Repovoamentos de coelho-bravo e perdiz-vermelha), monitorização e restauração de património natural (e.g. conservação de espécies prioritárias da directiva habitats – projectos LIFE e conservação de populações autóctones de pinheiro-silvestre – em curso);
ii) do ordenamento do território – acompanhamento da elaboração e revisão de planos de ordenamento especial de áreas protegidas, planos directores municipais e planos de gestão bacia hidrográfica, bem como elaboração de pareceres de licenciamento de edificação nas áreas classificadas e Regime Florestal.
iii) da avaliação ambiental – participação em processos de Avaliação de Impacto Ambiental e de avaliação ambiental estratégica e na Estrutura de Coordenação e acompanhamento do Plano Nacional de Barragens de Elevado Potencial Hidroeléctrico;
iv) ordenamento e gestão de caça; 
v) da orientação técnica e científica de projectos de académicos e científicos;
vi) da investigação científica como autor e editor de publicações científicas na área da Biodiversidade, criação e coordenação do Banco de Tecidos de Vertebrados Selvagens do PNPG/ICNF e como consultor em projectos internacionais de detecção remota e monitorização de espécies e habitats.

Milene Matos é licenciada e doutorada em Biologia, pela Universidade de Aveiro (UA) e tem formação complementar em ilustração científica, educação ambiental, ecologia florestal, planos de gestão florestal, gestão florestal sustentável (University of Wageningen), Comunicação de Ciência (University of the West of England), Ciências da Comunicação (University of Amsterdam) e Marketing (IMF International Business School). Tem cerca de 15 anos de experiência em monitorização e gestão de vida selvagem, enquanto investigadora, mas também em Comunicação de Ciência. É responsável por diversos projetos educativos para o grande público, tendo o seu trabalho de envolvimento social na conservação da natureza sido premiado nacional e internacionalmente. Fundadora e gestora da Associação BioLiving. Atualmente coordenadora do Setor de Conservação da Natureza e Educação Ambiental no Município de Lousada. CV completo em www.milenematos.com
Licenciado em Engenharia zootécnica, pela Universidade dos Açores, e doutorado pela Universidade do Porto. Tem desenvolvido investigação na área da historia evolutiva das espécies domésticas, nomeadamente em genética das populações de animais domésticos e seus congéneres selvagens. É autor de vários artigos científicos sobre origem e padrões de diversidade genética de espécies domésticas e reconstrução da sua história evolutiva (domesticação). Presentemente, é prof. auxiliar do departamento de Departamento de Geociências, Ambiente e Ordenamento do Território da faculdade de Ciencias da UP e líder do grupo de investigação em agrigenomica do Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos da Universidade do Porto (CIBIO-UP). Os seus actuais interesses são a compreensão dos mecanismos moleculares (genéticos) que contribuíram para rápida adaptação das espécies domésticas aos mais variados climas terrestres (da secura do deserto ao frio gélido do artico), cuja a sua conservação é importante para a salvaguarda da agrobiodiversidade e para o melhoramento da capacidade de resiliência às alterações climáticas de algumas raças de animais domésticos e que por tal devem ser conservadas.
#
#
  • Schedule21h30 - 23h00
  • Days23 MAY 2019

Support this project.
Become a member.


Rua D. João de Castro, 210
4150-417 Porto Portugal
41º 9'35.40"N
8º39'35.35ºW
Serralves