Facebook Linkedin Twitter
#
ADAM SZYMCZYK: "A Linha Reta é uma Utopia"
11 FEV 2015
O curador polaco Adam Szymczyk está à frente do evento de maior relevância no calendário de exposições de arte contemporânea, a documenta 14, a decorrer em 2017. Será a primeira vez que esta exposição, que desde 1955 tem tido lugar na cidade alemã de Kassel, também será apresentada fora de portas. Paralelamente a Kassel a exposição acontecerá em Atenas, na Grécia. A pouco mais de dois anos e meio da sua realização, esta conferência será uma oportunidade imperdível para entrarmos em contacto com a génese da preparação de uma exposição que, de cinco em cinco anos, marca o discurso crítico e artístico contemporâneo a nível internacional e que, nesta edição interroga claramente a capacidade da arte contemporânea para abrir um espaço de imaginação e de ação sociopolítica. Convidamos o nosso público - artistas, estudantes, curadores, críticos e, fundamentalmente, todos os curiosos e demais interessados- a conhecer a prática curatorial de Szymczyk e a pensar o alcance de uma exposição desta natureza nos dias de hoje. 

Adam Szymczyk será apresentado por Suzanne Cotter, diretora do Museu de Serralves, que assegura também a moderação desta conferência.

Lotação: 250 pessoas
Acesso: 3€ (estudantes e maiores 65 anos: 50% desconto; Amigos de Serralves: gratuito) 
Reserva de bilhete: garanta o seu lugar através do telefone 226 156 584 - o bilhete deve ser levantado até 1 hora antes do início do evento. 
Nota: A conferência será falada em inglês, com tradução simultânea.


Foto: Tadeusz Rolke, 2014
  • LocalAuditório de Serralves
  • Horário18h30 - 20h00
  • Dias11 FEV 2015
  • Preço€ 3,00
Adam Szymczyk (1970, Piotrków Trybunalski, Polónia) é diretor artístico da documenta 14. Co-fundador da Fundação Galeria Foksal em Varsóvia, onde trabalhou como curador entre 1997 e 2003, altura em que iniciou funções como Diretor da Kunsthalle Basel, Suíça. Em Basileia, organizou exposições de, entre outros, Piotr Uklanski: "Earth, Wind and Fire” (2004); Tomma Abts (2005); Gustav Metzger: "In Memoriam” e Lee Lozano: "Win First Don't Last Win Last Don't Care” (ambas em 2006); Micol Assaël: "Chizhevsky Lessons” (2007); Danh Võ: "Where the Lions Are” (2009); Moyra Davey: "Speaker Receiver” (2010); Sung Hwan Kim: ‘Line Wall’ (2011); Paul Sietsema e Adriana Lara: ‘S.S.O.R.’ (ambas em 2012); e exposições coletivas, de entre as quais se destacam "Strange Comfort (Afforded by the Profession)” (com Salvatore Lacagnina, 2010);”How to Work/How to Work (More for) Less” (ambas em 2011); Michel Auder: "Stories, Myths, Ironies, and Other Songs: Conceived, Directed, Edited, and Produced by M. Auder” (2013) e Naeem Mohaiemen: "Prisoners of Shothik Itihash” (2014).
Foi co-curador (com Elena Filipovic) da 5.ª Bienal de Arte Contemporânea de Berlim de 2008, com o título "When Things Cast No Shadow”, e em 2012 comissariou "Olinka, o donde se crea el movimiento”, no Museo Tamayo, Cidade do México.
É membro da Conselho de Administração do Museu de Arte Moderna de Varsóvia. Em 2011, recebeu o Walter Hopps Award for Curatorial Achievement da Menil Foundation, Houston.


Ser Amigo faz a diferença.
Junte-se a nós! 

MoradaRua D. João de Castro, 210
4150-417 Porto Portugal
Latitude 41º 9'35.40"N
Longitude 8º39'35.35ºW
CONTACTE-NOS 226156500
SIGA-NOS
Serralves