#
CONTACTE-NOS
(+351) 226 156 500
Ambulatório: Conversas abertas nos Bairros do SAAL-Norte
de 08 NOV 2014 a 17 JAN 2015
Esta iniciativa cultural e didática – organizada no âmbito da Exposição "O Processo SAAL: Arquitetura e Participação, 1974-1976” do Museu de Arte Contemporânea de Serralves –, visa envolver cidadãos, de várias gerações, em torno do legado material e imaterial decorrente do Serviço de Apoio Ambulatório Local (SAAL), lançado durante o período revolucionário pós-25 de Abril de 1974, nomeadamente no Porto. 
Concebido pelo Arq. Nuno Grande, este evento estabelece um conjunto de encontros, de cariz "ambulatório”, em quatro bairros construídos no âmbito do SAAL-Norte – Bouça, Leal, Antas e São Vítor –, envolvendo os técnicos do SAAL, os membros dos movimentos de moradores de então, os seus descendentes que ainda habitem ou que ainda visitem os bairros, e outros moradores mais recentes, mesmo aqueles que não tenham vivido esses mesmos processos. 
O propósito é confrontar os diferentes "imaginários” desenvolvidos sobre os bairros, partindo do ponto de vista de quem os concebeu, de quem os viveu, e de quem os vive contemporaneamente. Este ciclo de encontros decorrerá  em locais informais, no seio das próprias comunidades – salas de convívio, associações recreativas, cafés do bairro ou outros espaços significativos para a sua história.

Curador: Arq. Nuno Grande
Arquitetos convidados: Alexandre Alves Costa, Álvaro Siza Vieira, Eduardo Souto de Moura, José António Bandeirinha, Margarida Coelho, Pedro Ramalho, Sérgio Fernandez

Acesso: gratuito
Lotação: sujeito à lotação do espaço

Curador 
Nuno Grande (Luanda, 1966) Arquiteto, Doutorado pelo Departamento de Arquitetura da Universidade de Coimbra, onde leciona desde 1993. Docente, por extensão de serviço, na Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto, onde se licenciou em 1992. É investigador do CES, Universidade de Coimbra. Exerce as atividades de programador cultural, de curador e de crítico de arquitetura, com textos publicados em edições nacionais e estrangeiras. O seu trabalho curatorial e crítico debruça-se sobre a relação entre Cultura, Cidade e Arquitetura, com incidência no papel da Habitação e dos Equipamentos nos processos de Regeneração Urbana.

Assistente de Curadoria
Ana Vieira (V.F.de Xira, 1974) é doutoranda na Faculdade de Arquitetura da Universidade Técnica de Lisboa. Licenciou-se em Arquitetura na Universidade Lusíada do Porto (1998) e concluiu o Master de Meio Ambiente e Arquitetura Bioclimática na Universidade Politécnica de Madrid (2010). Desde 2010 integra o Concelho Nacional de Admissão da Ordem dos Arquitetos. Em 2013 inicia colaboração com o Serviço Educativo do Museu de Arte Contemporânea da Fundação de Serralves. Ana Vieira participou em diversos eventos de curadoria e divulgação da Arquitetura.

Arquitetos Participantes

Alexandre Alves Costa (Porto, 1939) é Arquiteto e Professor Catedrático Jubilado da Universidade do Porto. Pertenceu à Comissão Coordenadora do SAAL/Norte, responsável pelo setor de Planeamento e Apoio ao Projeto. Ao longo das últimas décadas, tem sido um dos principais divulgadores desse processo, tendo participado nos filmes Direito à Habitação (RTP, 1976), As Operações SAAL (João Dias, 2007), e Paredes Meias (Pedro Mesquita, 2009). Alves Costa foi galardoado com o Grande Prémio da Associação Internacional dos Críticos de Arte/Ministério da Cultura em 2008 e com o Prémio Diogo de Castilho em 2009.

Álvaro Siza Vieira (Matosinhos, 1933) Arquiteto. No âmbito do SAAL, foi autor dos projetos do Bairro da Bouça e do Bairro de São Vitor, no Porto. A partir desta experiência, inicia, em Portugal e no estrangeiro, um percurso notável de projetos, entre outros, de conjuntos habitacionais envolvendo a participação dos seus habitantes, nomeadamente em Évora, mas também em Berlim e Haia. Várias vezes premiado internacionalmente, Álvaro Siza ganhou o Prémio Pritzker de 1992, o maior galardão internacional em Arquitetura.

Eduardo Souto de Moura (Porto, 1952) Arquiteto, Professor na Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto. Colaborou no ateliê de Álvaro Siza durante o período de implementação do projeto SAAL, entre 1974 e 1979, com especial incidência no projeto do Bairro de São Vítor, no Porto. Várias vezes premiado internacionalmente, Souto Moura ganhou o Prémio Pritzker de 2011, o maior galardão internacional em Arquitetura.

José António Bandeirinha (Coimbra, 1958) é arquiteto e Professor Associado no Departamento de Arquitetura da Universidade de Coimbra, onde defendeu a dissertação de doutoramento "O Processo SAAL e a Arquitetura no 25 de Abril de 1974”. É por isso um dos principais especialistas e divulgadores deste processo participativo da Arquitetura Portuguesa contemporânea, sendo consultor científico da exposição "O Processo SAAL: Arquitetura e Participação”, uma co-organização do Museu de Arte Contemporânea de Serralves, no Porto, e do Centro Canadiano de Arquitectura, em Montreal.

Sérgio Fernandez (Porto, 1937) Arquiteto pela Escola Superior de Belas Artes do Porto, em 1965. Professor Emérito, da Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto. No âmbito do processo SAAL, foi autor do projeto do Bairro do Leal para a respetiva Associação de Moradores formada em 1974. Para além da sua atividade de arquiteto, Sérgio Fernandez tem orientado seminários e leccionado na Holanda, União Soviética, Brasil, Angola, Panamá. Foi galardoado, juntamente com Alexandre Alves Costa, com os prémios AICA 2008 e Diogo de Castilho 2009. 

Margarida Coelho (Mafra, 1941) Arquiteta pela ESBAP em 1968. De 1971 a 2006 trabalhou em diversos serviços públicos nas áreas da Habitação (Fundo de Fomento da Habitação e Comissão Coordenadora do SAAL/Norte) e do Património Cultural Português (ex-IPPC/IPPAR), tendo sido Diretora Regional no Porto de 1987 a 1999. Foi bolseira do governo francês em Paris, entre 1969 e 1971. Em 1979 pós-graduou-se, como bolseira do governo belga no Colégio da Europa (Brugge, Bélgica), em "Reabilitação do Património Cultural”. Esteve envolvida na génese da licenciatura de "Gestão do Património”, na ESE/IPP, onde lecionou diversas disciplinas. 

Pedro Ramalho (Porto, 1937) Arquiteto pela ESBAP em 1968. Professor Jubilado da Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto. Atualmente, é diretor do Curso de Arquitetura da Universidade Lusófona. É autor, desde 1963, de projetos e obras para diversas entidades públicas e privadas. Entre 1974 e 1976 foi o responsável pela Brigada SAAL no Bairro das Antas, no Porto. Foi galardoado com o Prémio de Arquitetura da Associação Internacional de Críticos de Arte, 1989, com o Prémio INH, 1991, e com o Prémio João de Almada, CMP, 2000.

Curadoria: Nuno Grande
Assistente de Curadoria: Ana Vieira
Coordenação geral: Liliana Coutinho
Produção: Diana Cruz
Estagiária: Desirée Vidal
Apoio: Câmara Municipal do Porto; i2ADS - Instituto de Investigação em Arte, Design e Sociedade [Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto], Escola Básica da Fontinha, Associação Recreativa e Cultural "Os Fluminenses”.
Agradecimentos: às Associações de Moradores dos Bairros das Antas, da Bouça, do Leal e de São Vítor, em particular ao Sr. Ribeiro e Sr. Cardoso  (Bairro da Bouça), Sr. Aníbal dos Santos, Sr. Aurélio (Bairro do Leal), Sr. José Ferreira e Sr. António Manuel (Bairro de Antas); Sr. Alberto Villas-Boas  (Bairro de S. Victor); à Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto; à Dr.ª Margarida Teixeira (Agrupamento de Escolas Aurélia de Sousa) e à Profª Sandra Gaspar (Escola Básica da Fontinha).

#
  • LocalBairros: Bouça, Leal, Antas, São Vítor
  • Horário16h00 - 18h00
  • Dias 08 NOV 2014 - 17 JAN 2015

Ser Amigo faz a diferença.
Junte-se a nós! 

MoradaRua D. João de Castro, 210
4150-417 Porto Portugal
Latitude 41º9'35.40"N
Longitude 8º39'35.35"W
CONTACTE-NOS 226156500
SIGA-NOS
Serralves