#
CONTACTE-NOS
(+351) 226 156 500
COMO ENFRENTAR O PERIGOSO DECLÍNIO DA NATUREZA? DA AVALIAÇÃO DO IPBES À AÇÃO
de 10 SET 2019 a 11 SET 2019
No início de Maio de 2019, muitos meios de comunicação em todo o mundo noticiaram a ‘verdade inconveniente’ que os humanos estão a alterar os ecossistemas da Terra de forma dramática e a um ritmo sem precedentes, com cerca de 1 milhão de espécies de animais e plantas ameadas de extinção. 
As notícias resultaram, da publicação do resumo para os decisores de políticas, vindo do Relatório de Avaliação Global sobre Biodiversidade e Serviços dos Ecossistemas da Intergovernmental Science-Policy Platform on Biodiversity and Ecosystem Services (IPBES).
O relatório transmite quatro mensagens-chave: 

(i) A vital contribuição da Natureza para as pessoas está a deteriorar-se globalmente; 
(ii) Os agentes de mudanças estão em rápida alteração; 
(iii) As metas de conservação e sustentabilidade até e pós 2030 só podem ser alcançadas através de mudanças transformadoras em fatores económicos, sociais, políticos e tecnológicos; 
(iv) A conservação, restauração e uso sustentável da Natureza requerem esforços urgentes e concertados para promover tais mudanças transformadoras.

Esta conferência sobre biodiversidade visa promover a análise dos problemas do passado e do presente e os desafios do futuro, divulgando e discutindo as conclusões dramáticas do relatório do IPBES, enquanto abre caminho para novas e mais efetivas abordagens para enfrentar o perigoso declínio da Natureza. Para atingir os objetivos, a conferência reúne especialistas mundiais, também eles autores do relatório do IPBES, investigadores e profissionais que desenvolvem trabalho em todo o mundo para entender e proteger a biodiversidade e os ecossistemas ameaçados
Um programa emocionante que inclui apresentações, debates e a exibição de um filme, concluído recentemente numa das regiões mais selvagens e mais biodiversas de Portugal: o Vale do Guadiana.

A conferência será realizada num período em que a década das Nações Unidas sobre Biodiversidade (2011-2020) está a terminar, e torna-se evidente que as ambiciosas Metas de Biodiversidade de Aichi da Convenção sobre Diversidade Biológica (CDB) não serão cumpridas. Será, portanto, um evento de abertura para o ano crítico de 2020, quando várias iniciativas serão organizadas em todo o mundo para discutir como travar a perda de biodiversidade para assegurar ecossistemas resilientes, culminando na Conference of the Parties das Partes da CDB em Outubro e da muito aguardada adoção à escala mundial da Estratégia de Biodiversidade Pós-2020.

De modo a estimular a discussão sobre esta importante questão, a Fundação de Serralves, juntamente com o CIBIO-InBIO (Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, Universidade do Porto) com apoio da Cátedra EDP Biodiversidade, convidaram oradores experientes para presentação de palestras, descrevendo os desafios e oportunidades na conservação da biodiversidade em todo o mundo, com base nas recentes avaliações publicadas pelo IPBES. Vários casos de estudo mostram que é possível inverter o declínio da biodiversidade, nomeadamente através do desenvolvimento de parcerias que reúnam a academia e os setores público e privado. O público será convidado para as discussões levantadas pelas apresentações, das quais se espera que surjam contribuições para a Estratégia de Biodiversidade Pós-2020.


O evento é gratuito mediante inscrição, até dia 8 de setembro (DOM). Contactos: Marta Tavares  e Anabela Silva 

Fotografia: Micaela Neto

8:30h Chegada/Registo/Café
9:00h Abertura 
Boas-vindas – Dr.ª Ana Pinho. Presidente do Conselho de Administração da Fundação de Serralves, Porto
Introdução – Pedro Rodrigues. Vice-Reitor para a Investigação, inovação e internacionalização da Universidade do Porto
Apresentação da Conferência –  Pedro Beja. Cátedra EDP Biodiversidade, CIBIO-InBIO – Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, Laboratório Associado, Universidade do Porto

9:30h – 11:00h
Sessão 1: As avaliações do IPBES 

- O que é o IPBES? – Isabel Sousa Pinto (CIIMAR - Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental, Universidade do Porto; IPBES – Painel de Especialistas Multidisciplinares) 
- A avaliação global da biodiversidade e dos serviços dos ecossistemas - Josef Settele (UFZ - Helmholtz Centre for Environmental Research, Co-Presidente e Autor Coordenador Principal no Relatório Global de Avaliação) 
- A avaliação da biodiversidade e dos serviços dos ecossistemas para a Europa – Vânia Proença (MARETEC, LARSyS, IST Técnico Lisboa, Universidade de Lisboa; IPBES Autor Principal - Europa e Ásia Central) 

11:00h -11:30h Pausa para café

11:30h -13:00h 
Sessão 1: As avaliações do IPBES (continuação)

- Cenários e modelos de biodiversidade e de serviços dos ecossistemas - Henrique Miguel Pereira (iDiv - German Centre for Integrative Biodiversity Research; IPBES Presidente e Coordenador Líder Principal - Cenários e modelos) 
- A avaliação da Polinização pelo IPBES: Principais Resultados e Impactos Globais - Simon Potts (Centre for Agri-Environmental Research, University of Reading; IPBES – Presidente do Relatório de Avaliação de Polinizadores) 
- Avaliação Temática da Degradação e Restauração do Solo pelo IPBES: Uma Visão Geral - Francisco Moreira (CIBIO-InBIO – Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, Laboratório Associado, Universidade do Porto; IPBES Autor Principal – Avaliação da Degradação e restauração dos solos) 

13:00h -14:00h Almoço livre

14:00h -16:30h 
Sessão 2: Declínio da biodiversidade, como inverter a tendência?

- Iniciativa Business & Biodiversity: As empresas pela Biodiversidade – (em confirmação)
- Investigação para a conservação da natureza em parceria com entidades empresariais: o caso da Cátedra EDP Biodiversidade – Pedro Beja (Cátedra EDP Biodiversidade, CIBIO-InBIO – Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, Laboratório Associado, Universidade do Porto)
- O Papel na Responsabilidade de Consumo na Conservação da Biodiversidade – Aafke Schipper (Radboud University, Nijmegen, The Netherlands)
- Áreas protegidas no pós-2020 – (em confirmação)

16:00h -16:30h Pausa para café

16:30h -17:00h 
Sessão 2: Declínio da biodiversidade, como inverter a tendência? (continuação)

- Nature Futures: Dar Destaque aos Resultados de Biodiversidade - Carlo Rondinini (Global Mammal Assessment Program, Sapienza University of Rome; IPBES - Autor Coordenador Principal)
- Conservação através do uso inteligente: incluindo pessoas na equação – Miguel Bugalho (CEABN- InBIO - Centro de Ecologia Aplicada Prof. Baeta Neves-Laboratório Associado, Instituto Superior de Agronomia, Universidade de Lisboa) - Confirmado
- Rewilding, a Abordagem Ousada de Restauração para Invester a Perda de Biodiversidade - Laetitia Navarro (iDiv - German Centre for Integrative Biodiversity Research; IPBES Autor Principal – Avaliação da Degradação e restauração dos solos) - Confirmado
- O Papel do Consumo Responsável na Conservação da Biodiversidade - Aafke Schipper (Radbound University, Nijmegen, The Netherlands)
- Investigação para a Conservação da Natureza em parceria com Entidades Empresariais: o caso da Cátedra EDP Biodiversidade -  Pedro Beja (Cátedra EDP Biodiversidade, CIBIO-InBIO – Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, Laboratório Associado, Universidade do Porto)

17:00h -18:00h 
Sessão 3: Mesa Redonda: Estratégias para a conservação da Biodiversidade no Pós-2020

Introdução - Henrique Miguel Pereira (iDiv - German Centre for Integrative Biodiversity Research; IPBES Presidente e Coordenador Líder Principal - Cenários e modelos)
Moderador: Pedro Beja (Cátedra EDP Biodiversidade, CIBIO – Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, Universidade do Porto)

- Isabel Sousa Pinto (CIIMAR - Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental, Universidade do Porto; IPBES – Painel de Especialistas Multidisciplinares)
- Simon Potts (Centre for Agri-Environmental Research, University of Reading; IPBES – Presidente do Relatório de Avaliação de Polinizadores)
- Francisco Moreira (CIBIO-InBIO – Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, Laboratório Associado, Universidade do Porto; IPBES Autor Principal – Avaliação da Degradação e restauração dos solos)
- Sara Goulartt (Departamento de Sustentabilidade, EDP)
- Vânia Proença (MARETEC, LARSyS, IST Técnico Lisboa, University of Lisbon; IPBES Lead Author - Europe and Central Asia)
- Aafke Schipper (Radboud University, Nijmegen, The Netherlands)
- Carlo Rondinini (Global Mammal Assessment Program, Sapienza University of Rome; IPBES - Coordinating Lead Author)
- Helena Freitas (Centre for Functional Ecology – Science for People & Planet; Cátedra UNESCO Salvaguarda da Biodiversidade para o Desenvolvimento Sustentável, Universidade de Coimbra; IPBES - Ponto Focal Nacional)


18:30h -19:15h Porto de Honra

19:15h Encerramento primeiro dia 

9:00h Abertura (início)

9:00h – 11:00h
Sessão 4: A conservação da natureza posta em prática 

- A singularidade do Parque de Serralves – Ricardo Bravo (Fundação de Serralves) 
- Divulgação e Comunicação da Biodiversidade no Parque de Serralves - Mariana Roldão e Raquel Ribeiro (Fundação de Serralves e CIBIO-InBIO – Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, Laboratório Associado, Universidade do Porto)
- Conservação a longo prazo de uma área marinha protegida num Clima em Mudança - O Parque Marinho Luiz Saldanha – Duarte Frade (CCMAR - Centro de Ciências do Mar, Universidade do Algarve)
- Reintrodução da Águia-pesqueira – CIBIO-InBIO – Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, Laboratório Associado, Universidade do Porto)

11:00h -11:30h Pausa para café

11:30h -13:00h
Sessão 5: O CIBIO pelo mundo: Investigação para a conservação da natureza

- Conflitos armados e declínio da vida selvagem: desafios e recomendações para uma política eficaz de conservação no Sahara-Sahel – José Carlos Brito - CIBIO-InBIO – Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, Laboratório Associado, Universidade do Porto)
- Madagáscar: Genómica e Genética Evolutiva num hotspot de biodiversidade - Angelica Crottini (CIBIO-InBIO – Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, Laboratório Associado, Universidade do Porto)
- Redescobrindo a megafauna perdida de Angola – Pedro Monterroso (CIBIO-InBIO – Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, Laboratório Associado, Universidade do Porto)

13:00h -14:00h Almoço

14:30h -15:30h
Sessão 5: O CIBIO pelo mundo: Investigação para a conservação da natureza (continuação)

- Conhecer (e salvar) antes que desapareçam: o status do mexilhão de água doce nos hotspots do Sudeste Asiático – Manuel Lima (CIBIO-InBIO – Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, Laboratório Associado, Universidade do Porto)
- Desafios atuais da conservação da biodiversidade vegetal no Arquipélago dos Açores: melhorar a relevância dos dados científicos e as redes internacionais no desenvolvimento de estratégias de mitigação – Mónica Moura (CIBIO-InBIO – Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, Laboratório Associado, Universidade dos Açores)
- Desafios da conservação em mar aberto: o projeto global do movimento dos tubarões – Nuno Queiroz (CIBIO-InBIO – Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, Laboratório Associado, Universidade do Porto)

15:30h -16:00h Pausa para café

16:00h -18:30h
Sessão 6: Promover a biodiversidade em parceria com os Municípios

- Intensificação ecológica dos serviços de controlo de pragas no Parque Natural Regional do Vale do Tua – Luís Pascoal (CIBIO-InBIO – Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, Laboratório Associado, Universidade do Porto)
- 50 anos de investigação na Peneda-Gerês -  João Honrado (CIBIO-InBIO Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, Laboratório Associado, Universidade do Porto)
- A estação biológica de Mértola – Paulo Célio Alves (CIBIO-InBIO – Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, Laboratório Associado, Universidade do Porto)
- Visionamento do filme: ‘Guadiana Selvagem’ (WILDSTEP Productions com a Câmara Municipal de Mértola, Parque Natural do Guadiana e o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) – Apresentado pelo realizador Daniel Pinheiro
- Sessão de Perguntas e Respostas: Paulo Célio Alves (CIBIO-InBIO – Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, Laboratório Associado, Universidade do Porto) e Daniel Pinheiro (WILDSTEP Productions).

18:30h Encerramento
Dr.ª Ana Pinho. Presidente do Conselho de Administração da Fundação de Serralves, Porto
Pedro Rodrigues – Vice - Reitor para a Investigação inovação e internacionalização da Universidade do Porto
Prof. Pedro Beja. Cátedra EDP Biodiversidade, CIBIO-InBIO – Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, Laboratório Associado, Universidade do Porto

11 de setembro, 16:00

Gratuito, mediante inscrição - Contactos: Marta Tavares  e Anabela Silva 


Documentário "Guadiana Selvagem” (trailer aqui)
Um dos últimos refúgios selvagens de Portugal, onde um grande rio marcou o seu percurso na rocha ao longo de milénios.
Um ambiente hostil onde a água é essencial para uma grande diversidade de espécies.
Terra de povos ancestrais que aqui prosperaram durante séculos moldando a paisagem em harmonia com a natureza.
Um local de extremos que nos surpreende a cada instante, onde a calma aparente esconde uma luta constante pela sobrevivência.

Daniel Pinheiro - Wildlife Photographer
Fotógrafo e realizador português, especializado em história natural. Mestre em Wildlife Documentary Production pela Universidade de Salford, Inglaterra, onde aprendeu com vários profissionais da Unidade de História Natural da BBC, incluindo Sir David Attenborough, Paul Reddish, Niel Lucas entre outros. Licenciado em Comunicação e Design Multimédia pelo Instituto Politécnico de Coimbra. Técnico de Audiovisuais na Fundação Calouste Gulbenkian entre 2008 e 2010. As suas produções foram transmitidas na tv portuguesa (SIC e TVI) e internacional (TVE - Espanha, CCTV - China, Wild Planet - Rússia, HRT - Croácia entre outras), obtendo recordes de audiência no formato história natural em Portugal.  Foram também premiadas em vários festivais de cinema em Portugal. Participou em várias produções em Portugal, Espanha, Peru, Brasil e Argentina com destaque para a série  "Wild Untamed Brazil" para o National Geographic Channel.
#
  • Horário08h30 - 20h30
  • Dias 10 SET 2019 - 11 SET 2019

Ser Amigo faz a diferença.
Junte-se a nós! 

MoradaRua D. João de Castro, 210
4150-417 Porto Portugal
Latitude 41º9'35.40"N
Longitude 8º39'35.35"W
CONTACTE-NOS 226156500
SIGA-NOS
Serralves