Facebook Linkedin Twitter
#
"CONHECIMENTO LOCAL E CAPACITAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO - 1º ENCONTRO"
18 OUT 2014
O mundo de hoje é cada vez mais complexo, imprevisível e incerto, com inúmeros problemas económicos, políticos e ambientais. Muito debatidas são as questões ligadas a temas como a crise da democracia representativa, a globalização cultural e económica, a distribuição de recursos, custo da energia e segurança alimentar, a crise financeira e económica, a persistência de desigualdades no desenvolvimento, a sustentabilidade, a equidade e justiça social, o envelhecimento da população e os movimentos migratórios. Neste contexto, tem vindo a ser reconhecido o conceito de conhecimento local, como oportunidade e mudança de paradigma. O desenvolvimento sustentável, em particular, serve-se do conhecimento local para construir capacitação e promover a resiliência das comunidades.
O uso de estratégias e ferramentas para a integração do conhecimento local das comunidades em processos de decisão, tal como a integração das próprias comunidades através de processos participativos, tem ganho aceitação na última década. Paradoxalmente, o reconhecimento dos sistemas de conhecimento local surge ao mesmo tempo que muitos destes se encontram em risco de extinção, devido às rápidas transformações económicas, políticas, ambientais e culturais.
O Serviço Educativo da Fundação de Serralves tem desenvolvido uma colaboração estreita no âmbito de vários projetos de capacitação local para a sustentabilidade com a associação Engenharia para o Desenvolvimento e Assistência Humanitária (EpDAH). O trabalho desenvolvido tem como objetivo a cooperação global solidária para o desenvolvimento humano sustentável, baseada em intervenções conducentes à sustentabilidade da exploração dos recursos naturais, à equidade e dignidade social e à preservação da identidade cultural. No âmbito desta colaboração surge a organização conjunta deste Encontro dirigido ao público em geral e a todos os técnicos que operam no domínio da intervenção local aos níveis social, cultural e/ou ambiental.

Acesso: A participação no evento e na visita é gratuita mediante inscrição para apoio.se@serralves.pt ou para 226 156 587

#
  • LocalAUDITÓRIO
  • Horário09h00 - 17h00
  • Dias18 OUT 2014
09h00 Receção
09h30 Abertura
09h45 Apresentação do encontro

1º PAINEL - CAPACITAÇÃO LOCAL AO SERVIÇO DO AMBIENTE
10h00 REABILITAÇÃO DE RIOS PARA CAPACITAÇÃO E VALORIZAÇÃO LOCAL
Pedro Teiga | Engenho e Rio / FEUP
10h15 PLANTAR O FUTURO: CAPACITAÇÃO LOCAL PARA A GESTÃO DA FLORESTA
Marta Pinto | Universidade Católica Portuguesa / CRE.Porto
10h30 EDUCAR PARA O AMBIENTE
Elisabete Alves | Fundação de Serralves
10h45 Debate
11h00 Intervalo

2º PAINEL - AÇÃO, INTERVENÇÃO E FORTALECIMENTO DE COMUNIDADES
11h30 CAIS RECICLA: OFICINA CRIATIVA PARA REDUZIR O DESPERDÍCIO E TRANSFORMAR VIDAS
Cláudia Fernandes | CAIS
11h45 A IDENTIDADE RURAL NO FORTALECIMENTO DAS COMUNIDADES E NA QUALIDADE DE VIDA
Roberto Roget | Inginiería Sin Fronteras
12h00 EPDAH: DESENVOLVIMENTO E CAPACITAÇÃO DE COMUNIDADES
César Almeida | Núcleo do Porto da EpDAH
12h15 Debate
12h30 Almoço livre

3º PAINEL - CAPTAÇÃO DE CONHECIMENTO LOCAL POR UMA TRADIÇÃO VIVA
14h30 A CULTURA E AS TRADIÇÕES COMO RECURSOS DE DESENVOLVIMENTO LOCAL: EXEMPLOS DAS TERRAS DE BARROSO
Padre António Fontes | Vilar de Perdizes
14h45 O CONHECIMENTO E AS POPULAÇÕES LOCAIS
Mário Mesquita | Azulima
15h00 ROTEIRO OFICINAL DO PORTO
Alice Bernardo | Ofício
15h15 O CORTEJO DE TRAJE DE PAPEL
Júlio Santos | Academia de Danças e Cantares do Norte de Portugal
15h30 Debate
15h45 Encerramento
16h00 Visita guiada ao Parque de Serralves (necessária inscrição prévia)

A EpDAH é uma associação sem fins lucrativos, de direito privado, com independência administrativa, financeira, partidária, religiosa, racial ou outra, com sede na Ordem dos Engenheiros e com delegações/núcleos em diversas Universidades.

Missão: A Epdah assume como Missão a promoção do desenvolvimento humano através do exercício de uma actividade profissional voluntária e solidária no domínio da Engenharia.

Visão: Participar numa cooperação global solidária para o desenvolvimento humano sustentável, baseada em intervenções conducentes à sustentabilidade da exploração dos recursos naturais, à equidade e dignidade social e à preservação da identidade cultural dos povos, articulando o exercício dos diferentes ramos da Engenharia em prol da educação e da cooperação para o desenvolvimento, da assistência humanitária e da resposta a situações de emergência.


Ser Amigo faz a diferença.
Junte-se a nós! 

MoradaRua D. João de Castro, 210
4150-417 Porto Portugal
Latitude 41º 9'35.40"N
Longitude 8º39'35.35ºW
CONTACTE-NOS 226156500
SIGA-NOS
Serralves