#
CONTACTE-NOS
(+351) 226 156 500
Monir Shahroudy Farmanfarmaian: Possibilidade Infinita. Obras em espelho e desenhos 1974-2014
de 10 OUT 2014 a 11 JAN 2015
O Museu de Arte Contemporânea de Serralves apresenta "Monir Shahroudy Farmanfarmaian: Possibilidade Infinita. Desenhos e Obras com Espelhos 1974-2014", a primeira exposição antológica de obras geométricas com espelhos e desenhos da reputada artista iraniana Monir Shahroudy Farmanfarmaian (nascida em 1924 em Qazvin).

"Monir Shahroudy Farmanfarmaian: Possibilidade Infinita. Desenhos e Obras com Espelhos 1974-2014” centra-se na obra escultórica e gráfica de Monir ao longo de mais de quarenta anos de carreira. Embora a sua prática artística também se apresente sob a forma de pintura narrativa, é a sua abordagem distintiva à abstração geométrica que melhor permite uma entrada cativante numa obra em que conceitos de repetição e de progressão, aliados às tradições estéticas da arquitetura e da decoração islâmicas, proporcionam, nas palavras da artista, uma "infinita possibilidade”. 

Na sua maioria, as obras selecionadas pertencem à coleção da própria artista, não sendo vistas publicamente desde os anos 1970. Incluem alguns dos seus primeiros relevos em espelho sobre gesso sobre madeira e uma série de obras geométricas com espelhos em grande escala que fizeram parte exposição da artista organizada por Denise René nas suas galerias de Paris, em 1977, e Nova Iorque, no mesmo ano.

A exposição revela como os princípios de composição deste período foram posteriormente traduzidos em trabalhos de grande escala, incluindo uma série de portas em vidro gravado que criou para a sua casa de Nova Iorque nos anos 1980, e as esculturas com espelhos de escala mais ambiciosa baseadas no conceito de "famílias” geométricas que a artista produziu na última década, quando regressou ao seu estúdio de Teerão em 2004.
Uma seleção de composições abstratas em papel produzidas por Monir entre 1976 e 2014, aqui apresentadas pela primeira vez, mostra o papel central do desenho enquanto fundamento concetual da prática escultórica da artista. Os desenhos oferecem também uma perspetiva sobre a produção artística de Monir quando se viu privada do seu estúdio durante os anos de exílio nos EUA após a Revolução Islâmica de 1979.

"Monir Shahroudy Farmanfarmaian: Possibilidade Infinita. Desenhos e Obras com Espelhos 1974-2014” é também uma oportunidade para estrear um novo documentário sobre a atual produção de Monir, realizado por Bahman Kiarostami e coproduzido pela curadora iraniana Leyla Fakhr, que analisa a obra e a vida de uma artista cuja carreira foi marcada por mudanças políticas radicais no seu país e no estrangeiro. 

Organizada pelo Museu de Arte Contemporânea de Serralves, a exposição viajará em março de 2015 para o Solomon R. Guggenheim Museum, Nova Iorque.


Comissariado: Suzanne Cotter
Produção: Fundação de Serralves, Porto


Foto: Monir Shahroudy Farmanfamaian no seu estúdio a trabalhar em Heptagon Star, Teerão, 1975. Cortesia da artista e de Third Line, Dubai

Actividades Relacionadas
INAUGURAÇÃO

09 OUT (QUI), 22H00, ENTRADA LIVRE
VISITAS E CONVERSAS

10 OUT (SEX), 18H30, AUDITÓRIO
Documentário sobre Monir Shahroudy Farmanfarmaian e conversa com a artista, Hans Ulrich Obrist, Frank Stella e Suzanne Cotter
Lotação: 250 pessoas
Acesso: 5€ (Amigos de Serralves, estudantes e maiores 65 anos: 50% desconto) 

11 OUT (SÁB), 15H00, GALERIAS DO MUSEU
Visita à exposição para Amigos de Serralves por Liliana Coutinho 
Lotação: 30 pessoas
Acesso: gratuito 

24 OUT (SEX), 19h30, GALERIAS DO MUSEU 
Encontro na exposição com Paulo Pires do Vale 
Lotação: 30 pessoas
Acesso: mediante aquisição de bilhete Museu e Parque (emitido no dia)

29 OUT (QUA), 18h30, GALERIAS DO MUSEU 
Encontro na exposição com Kodwo Eshun (UK)
Lotação: 30 pessoas
Acesso: mediante aquisição de bilhete Museu e Parque (emitido no dia)

09 JAN (SEX), 18h30 GALERIAS DO MUSEU 
Encontro na exposição com Suzanne Cotter, Diretora do Museu
Lotação: 30 pessoas
Acesso: mediante aquisição de bilhete Museu e Parque (emitido no dia)
VISITAS GUIADAS POR MONITORES DO SERVIÇO EDUCATIVO

Lotação: 30 pessoas
Acesso: mediante aquisição de bilhete Museu e Parque (emitido no dia)

19 OUT (DOM), 12HOO-13H00, GALERIAS DO MUSEU
Por Paulo Jesus 

30 NOV (DOM), 12H00-13H00, GALERIAS DO MUSEU
Por Sónia Borges 

14 DEZ (DOM), 12HOO-13H00, GALERIAS DO MUSEU
Por Paulo Jesus

04 JAN (DOM), 12H00-13H00, GALERIAS DO MUSEU
Por Sónia Borges  
OFICINA FAMÍLIAS

15 NOV (SÁB), 16H30–18H30, SALA MULTIUSOS 
GEOMETRIAS SENSÍVEIS
Oficina por Sónia Borges e Paulo Jesus 
A partir do universo da artista, vamos criar as nossas próprias esculturas geométricas, utilizando a dobragem e a colagem.
Acesso: 5€/ família (máximo de 3 pessoas: 2 adultos e 1 criança ou 1 adulto e 2 crianças) ou gratuito mediante apresentação de bilhete Museu e Parque
Lotação: 30 pessoas (crianças+adultos)
CURSO POR PAULO PIRES DO VALE

17 OUT - 01 NOV 2014
ABRAÇAR A SUPERFÍCIE DA ÁGUA: O Espelho como símbolo, motivo e matéria da obra de arte 
Com Paulo Pires do Vale  - Professor universitário, ensaísta e curador
6 sessões: 17, 18, 24, 25 e 31 OUT e 01 NOV 
Horário: Sextas (19h00-21h00) e Sábados (10h30-13h00)

CINEMA

08 e 09 JAN 2015, 21h30, AUDITÓRIO
Este programa de cinema, que desvenda a rica cultura visual iraniana, em grande parte desconhecida do grande público, foi concebido em relação com a exposição "Monir Shahroudy Farmanfarmaian: Possibilidade Infinita. Desenhos e Obras com Espelhos 1974-2014".
Visa contribuir para delinear o contexto artístico do país no qual a artista desenvolveu grande parte do seu trabalho.



08 JAN 2015
FIFI AZ KHOSHHALI ZOOZE MIKESHAD [FIFI GRITA DE FELICIDADE]
França, Irão, EUA, 2013, 96’
Realização, roteiro e direção de fotografia: Mitra Farahani
Idioma: farsi
Legendado em inglês


09 JAN 2015
SIANOZE [CIANOSE]
Irão, 2007, 32’
Realização e produção: Rokhsareh Ghaemmaghami
Idioma: farsi
Legendado em inglês

THE TREASURE CAVE [A CAVE DOS TESOUROS]
Irão, 2009, 43’
Realização e direção de fotografia: Bahman Kiarostami
Idioma: farsi
Legendado em inglês
Biografia

Apresentação


Esculturas e Técnica de Espelhos


Entre a Tradição e o Presente



Desenhos


Mirror Balls

Untitled, 1976

Third Family, 2011



Nascida em Qazin, Irão, em 1924, Monir Shahroudy Farmanfarmaian frequentou a Faculdade de Belas Artes de Teerão a partir de 1944. Pouco depois, obrigada a desistir da sua intenção de continuar os estudos de arte em Paris pela Segunda Guerra Mundial, mudou-se para Nova Iorque, onde estudou na Parsons School of Design e trabalhou como ilustradora freelancer para a Vogue e como designer gráfica e de moda. Em Nova Iorque, o seu grupo de amigos compreendia os artistas Milton Avery, Willem de Koonig, Joan Mitchell e Andy Warhol, entre outros. Regressou ao Irão em 1957 e decidiu viajar pelo o país, aprofundando a sua sensibilidade artística através de encontros com artesãos tradicionais. Formas de arte indígena, como padrões turcomanos, pinturas narrativas e a técnica de pintura inversa em vidro imiscuíram-se no seu trabalho, resultando num período produtivo de descoberta artística e progresso que culminou numa série de encomendas no Irão, em exposições na Europa e em Nova Iorque, incluindo nas Galeries Denise René de Paris e Nova Iorque. A Revolução Islâmica de 1979 assinalou o início do seu exílio de vinte e seis anos em Nova Iorque, durante o qual se dedicou ao desenho e realizou algumas encomendas. Em 2004, quando regressou ao Irão e aí reinstalou o seu estúdio, começou a trabalhar com alguns dos artesãos que conhecera nos anos 1970.
Monir Shahroudy Farmanfarmaian realizou exposições individuais no Instituto Italiano de Teerão (1968); no Kennedy Center, Washington D.C. (1976); na Iran-American Society, em Teerão (1976); no Victoria and Albert Museum, em Londres (2006) e no Leighton House Museum de Londres (2008). O seu trabalho foi também incluído numa série de exposições coletivas, entre elas a Primeira Bienal de Teerão (1958); Bienais de Veneza (1958, na qual recebeu a medalha de ouro, 1964 e 1966); "Gold”, Museum of Modern Art, Nova Iorque (1978-79); "Power of Ornament”, Orangerie, Pavilhão Inferior, Viena, (2009); "East-West Divan and Living Traditions: Contemporary Art from Afghanistan, Iran and Pakistan”; Bienal de Veneza (2009); 6th Asia Pacific Triennal of Contemporary Art, Queensland Art Gallery, Brisbane (2009-10), "There is always a glass of sea for a man to navigate”, 29ª Bienal de São Paulo (2010); Jeff Guys/Monir Farmanfarmaian, Wiels, Bruxelas (2013) e "Iran Modern”, Asia Society Museum, Nova Iorque (2013-14).
As obras de Monir estão presentes em inúmeras coleções públicas, incluindo Tate, Londres; The Metropolitan Museum of Art, Nova Iorque; Queensland Art Gallery, Brisbane, e Victoria and Albert Museum, Londres. Vários trabalhos dos anos 1970 foram incluídos na coleção do Museu de Arte Contemporânea de Teerão. As principais instalações resultantes de encomendas encontram-se no aeroporto King Abdulaziz, em Jeddah, na Dag Hammarskjöld Tower em Nova Iorque e no Centro Cultural Niavaran, Teerão.

A exposição será acompanhada de um catálogo profusamente ilustrado. Um ensaio da comissária da exposição, Suzanne Cotter, sobre a obra escultórica e gráfica de Manir destaca o papel fundacional do desenho e o contexto cultural da produção criativa da artista. Shiva Balaghi (especialista em História da Cultura do Médio Oriente, professora de História de Arte na Brown University, Rhode Island, EUA) colabora com um pequeno ensaio sobre a obra dos anos 1970 de Farmanfarmaian e a sua evolução até à atualidade no contexto artístico, social e político iraniano. Media Farzin (historiadora de arte e crítica sediada em Nova Iorque) foi convidada a examinar a obra de Monir tendo em vista o contexto cultural dos anos 1970 (época em que foram realizadas as obras geométricas da sua maturidade) e em termos culturais e formais mais vastos que abrangem noções de trabalho manual e decoração. Uma cronologia detalhada situa a trajetória pessoal e artística no contexto mais vasto do atual panorama histórico, artístico e cultural internacional.
#
  • LocalMuseu de Serralves
  • Publico AlvoGeral
  • Dias 10 OUT 2014 - 11 JAN 2015

Vistas de exposição

Monir Shahroudy Farmanfarmaian

Catálogo da Exposição


Ser Amigo faz a diferença.
Junte-se a nós! 

MoradaRua D. João de Castro, 210
4150-417 Porto Portugal
Latitude 41º9'35.40"N
Longitude 8º39'35.35"W
CONTACTE-NOS 226156500
SIGA-NOS
Serralves