Facebook Linkedin Twitter
#
CONTACTE-NOS
(+351) 226 156 500
YVONNE RAINER - THE CONCEPT OF DUST: CONTINUOUS PROJECT – ALTERED ANNUALLY
17 DEZ 2017
Bailarina, coreógrafa, cineasta e escritora, Yvonne Rainer é vastamente reconhecida como tendo desempenhado um papel fundamental na revolução da dança do pós-guerra, inspirando gerações de coreógrafos e de bailarinos.

O convite a Yvonne Rainer incluirá a apresentação em estreia nacional da sua peça de grupo duracional e mais recente The Concept of Dust: Continuous Project – Altered Annually e uma Conferência proferida pela artista, num programa que permitirá o conhecimento de uma das figuras pioneiras da atmosfera criativa Judson e inspiradoras da dança que se faz hoje. 

The Concept of Dust: Continuous Project – Altered Annually é uma obra em curso contínua que cruza dança formal com diversos textos sobre envelhecimento, mortalidade, histórias pessoais e material recolhido de uma variedade de fontes, como dinastias antigas do Médio Oriente (Metropolitan Museum), achados paleontológicos (New York Times) e literatura. Os textos são lidos em voz alta de forma intermitente por Rainer e pelos bailarinos. O poder da linguagem enquanto trajetória que se desenvolve em paralelo à música (Gavin Bryars, Giovanni Paisiello) continua a ser uma coordenada importante no trabalho de Rainer. Os três elementos – movimento, música e texto – fundem-se ocasionalmente para produzirem um ambiente de certo modo melancólico. Aos intérpretes de "Dust" foi dada a liberdade de iniciar e/ou suspender as frases do movimento à sua vontade, tomando decisões espontâneas e executando opções ao longo dos 50 minutos da duração da peça. O resultado é uma estrutura aparentemente aleatória com momentos imprevisíveis de uníssono, humor e convergências surpreendentes.

Parceria: MACBA: Museu d'Art Contemporani de Barcelona e marseille objectif DansE

Actividades Relacionadas
16 DEZ (SÁB), 18H00 | CONFERÊNCIA

16 DEZ (SÁB) | 18H00, Auditório de Serralves (tradução simultânea) 
"What’s so funny? Laughter and Anger in the Time of the Assassins" de Yvonne Rainer

"What’s so funny? Laughter and Anger in the Time of the Assassins” [O que é que tão engraçado? Riso e raiva no tempo dos assassinos] é um compêndio de piadas e lamentos em torno dos atuais desenvolvimentos revoltantes na política e na vida cívica.  
  • LocalAuditório de Serralves
  • Horário18h00 - 19h00
  • Dias17 DEZ 2017
  • Preço€ 7,50
Coreografia: Yvonne Rainer com uma pequena ajuda de Honi Coles, Jane Dudley (via Sheron Wray), Isadora Duncan (via Carl Van Vechten), Fritz Lang, Michael Douglas Peters (via Michael Jackson), Nina Stroganova, Jacques Tati, Les Twins, et al, e, claro, uma grande ajuda dos Raindears.
Assistente de coreografia: Pat Catterson
Bailarinos: Pat Catterson, Emily Coates, Patricia Hoffbauer, Emmanuèlle Phuon, Yvonne Rainer, Keith Sabado, David Thomson.
Música: Edvard Grieg: Arietta and Gavin Bryars: The Sinking of the Titanic
Desenho de luz: Les Dickert
Figurinos:  Juanita Cardenas
Mistura de som: Quentin Chiappetta
Textos citados (por ordem indeterminada): Barack Obama, Maureen McLane, Harold Brodkey, Jean Luc Godard, Fredric Jameson, Alex Ross, Louise Bourgeois, Yvonne Rainer, D.H. Lawrence, inscrições nas paredes da ala islâmica do Metropolitan Museum of Art, Daniel Zalewski, Christa Wolf, Amiri Baracka, Donald Trump, et al.

Este programa foi coencomendado pela Performa, Nova Iorque. 
Agradecemos a RoseLee Goldberg, Esa Nickle e Sasha Okshteyn do Performa, e à USA Fellowships pelo apoio.
Yvonne Rainer é representada pela Performa, 212-366-5700, 100 West 23rd Street, Nova Iorque, NY 10011. www.performa-arts.org 
YVONNE RAINER, uma das fundadoras do Judson Dance Theater (1962), transitou para o cinema após uma carreira de quinze anos como coreógrafa/bailarina (1960-1975). Depois de realizar sete longas-metragens experimentais—Lives of Performers (1972), Privilege (1990) e MURDER and murder (1996), entre outras — regressou à dança em 2000 devido a uma encomenda feita pela Baryshnikov Dance Foundation (After Many a Summer Dies the Swan). Desde então criou seis bailados, incluindo AG Indexical, with a little help from H.M.,Assisted Living: Do you have any money? e The Concept of Dust: Continuous Project – Altered Annually. As suas coreografias e filmes têm sido vistos por todos os Estados Unidos e na Europa. Retrospetivas das suas obras mostrando desenhos, fotografias, filmes, cadernos e memorabilia, tiveram lugar em museus como Kunsthaus Bregenz e Museu Ludwig, Colónia (2012); Getty Research Institute, Los Angeles; Jeu de Paume, École des Beaux Artes, La Ferme du Buisson, Paris, e Raven Row, Londres (2014). Um livro de memórias —Feelings Are Facts: a Life — foi publicado pela MIT Press em 2006. A editora de Paul Chan, Badlands Unlimited, publicou uma seleção da sua poesia em 2011. Outros textos foram reunidos em Work: 1961-73 (1974); The Films of Y.R. (1989); e A Woman Who…: Essays, Interviews, Scripts” (1999). Recebeu duas bolsas Guggenheim, uma MacArthur Fellowship e uma U.S.A Fellowship. 

Ser Amigo faz a diferença.
Junte-se a nós! 

MoradaRua D. João de Castro, 210
4150-417 Porto Portugal
Latitude 41º 9'35.40"N
Longitude 8º39'35.35ºW
CONTACTE-NOS 226156500
SIGA-NOS
Serralves