Casa do Cinema Manoel de Oliveira

Apresentação

Seguinte

Fachada do edificio com elementos naturais envolventes. Árvores e pequenos relvados.

A Casa do Cinema Manoel de Oliveira, projeto de Álvaro Siza, é um novo polo de referência no domínio do cinema e das imagens em movimento, integrado nos espaços da Fundação de Serralves. Além de uma exposição permanente, de um centro de documentação e de sessões de cinema que permitem um acesso regular à obra de Manoel de Oliveira, a Casa do Cinema apresenta uma programação de exposições temporárias, ciclos de cinema temáticos e monográficos, retrospetivas, conferências, edições e programas educativos, através dos quais promove diferentes possibilidades de aproximação ao cinema contemporâneo, no âmbito de uma reflexão alargada sobre a arte do nosso tempo.

Em articulação com a abordagem pluridisciplinar do Museu de Arte Contemporânea, a atividade da Casa do Cinema reflete sobre a migração das imagens em movimento entre o espaço da galeria e da sala de cinema, testando modalidades de apresentação de materiais cinematográficos em contexto museológico, na era da proliferação das imagens pelos mais diferentes tipos de plataformas, canais e dispositivos tecnológicos. Promovendo parcerias com outras entidades nacionais e internacionais, aliando a vertente da investigação a uma programação diversificada, dirigida a todos os públicos, a Casa do Cinema pretende ampliar a matéria instável, que é o cinema, numa inesgotável pluralidade de cinemas: filmes, artistas, cineastas, objetos que projetam novos olhares sobre o passado, que assumem um compromisso com o presente e antecipam criticamente as imagens do futuro.

S 800xnull Contain
História
S 800xnull Contain
Arquitetura
Image desktop
Image mobile
História

A exposição com que a Fundação de Serralves assinalou o centenário de Manoel de Oliveira, em 2008, foi o ponto de partida para a assinatura de um protocolo de depósito entre o cineasta e a Fundação, a 20 de abril de 2009, documento que formalizava a entrada no museu do extraordinário núcleo documental reunido por Oliveira ao longo de mais de oitenta anos e definia as linhas gerais da criação da Casa do Cinema Manoel de Oliveira. O arquiteto Álvaro Siza foi convidado a projetar um novo edifício no espaço de Serralves e António Preto a elaborar o programa museológico, tendo o projeto sido publicamente apresentado a 15 de novembro de 2013, data da assinatura de um segundo protocolo, onde se estabeleciam os objetivos, a matriz de funcionamento e estrutura da Casa do Cinema, bem como a sua inserção na orgânica da Fundação de Serralves. Em janeiro de 2018 iniciou-se a construção do edifício e a preparação do programa de abertura.


A Casa do Cinema Manoel de Oliveira foi inaugurada a 24 de junho de 2019.

Cofinanciado por:


800.null contain
800.null contain
800.null contain