Facebook Linkedin Twitter
#
CONTACTE-NOS
(+351) 226 156 500
GRANDES DESAFIOS PARA A CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL - A EXPERIÊNCIA DA ÁFRICA AUSTRAL
de 23 ABR 2019 a 24 ABR 2019
Esta conferência vai debruçar-se sobre os desafios e oportunidades que estão a atrair parceiros de todos os países lusófonos, e da comunidade global, para investigar, resolver e implementar ações em prol da biosfera e, em última análise, do bem-estar humano. Especialistas mundiais em mudanças climáticas, alteração de habitats, impacto dos fogos e das espécies invasoras nos ecossistemas naturais, conservação de espécies icónicas e gestão de grandes áreas protegidas vão sintetizar o estado atual da ciência e práticas nestas áreas.
A África Austral tem alguns dos ecossistemas com maior diversidade biológica, mas também mais vulneráveis, do planeta. É uma região de rápido desenvolvimento e com um grande dinamismo socioeconómico. Com uma vasta experiência nas estreitas ligações entre a biodiversidade e o desenvolvimento humano, a região tem muito a contribuir para a procura de caminhos de desenvolvimento que não ponham em causa os sistemas de que depende a vida.
O programa vai incluir apresentações, debates, lançamento de livros e a projeção do recente filme da National Geographic sobre uma grande aventura moderna no Okavango.


OPORTUNIDADES DE COLABORAÇÃO PORTUGAL/ÁFRICA AUSTRAL
Nas últimas décadas estabeleceram-se estreitas colaborações norte-sul com a África Austral, em particular entre países anglófonos, com benefícios mútuos consideráveis. Os países lusófonos da região têm ficado um pouco de fora destas redes apesar de iniciativas recentes bem sucedidas. Este conferência vai apresentar os esforços que o CIBIO-InBIO (Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, Universidade do Porto) tem feito a este respeito, nomeadamente através da Cátedra UNESCO Vida na Terra e do programa de Twinlabs (laboratórios geminados) que pretendem contribuir para integrar os países lusófonos nas redes de colaboração da África Austral e no estabelecimento de parcerias entre estas e os países do norte.

Em colaboração com a Fundação de Serralves e para promover o lançamento da Cátedra UNESCO Vida na Terra, oradores com vasta experiência em investigação colaborativa em biodiversidade e desenvolvimento na África Austral irão apresentar os tópicos chave desta temática como forma de promover o desenvolvimento de interações entre os investigadores portugueses e instituições da África Austral.

O evento é gratuito mediante inscrição. Contactos: Marta Tavares m.tavares@serralves.pt

[Imagem: Pungo Andongo, Angola - Alexandre Vaz]

08:30 Chegada / Registo

09:00 Abertura
Boas Vindas –  Manuel Ferreira da Silva. Vice-Presidente da Fundação de Serralves, Portugal
Introdução – Nuno Ferrand. Diretor do CIBIO-InBIO, Universidade do Porto, Portugal

09:30 – 11:00 Sessão 1. Uma visão global - Lições do Sul  
Moderador – Francisco Moreira, CIBIO-InBIO, Universidade do Porto & Universidade de Lisboa
Ecossistemas e sociedade: uma perspetiva de sistemas complexos sobre os seus futuros indissociáveis 
Belinda Reyers. Universidade de Stellenbosch, África do Sul

Fogo: o factor determinante da estrutura e função dos ecossistemas na África Austral 
William Bond. Universidade da Cidade do Cabo, África do Sul

11:00 – 11:30 Coffee Break

11:30 – 13:00 Sessão 1. Continuação.
Moderador –Francisco Moreira, CIBIO-InBIO, Universidade do Porto & Universidade de Lisboa
Evolução e diversidade dos sistemas aquáticos da África Austral 
Paul Skelton. South African Institute of Aquatic Biodiversity, África do Sul

Lições adquiridas através da implementação de uma Gestão Adaptativa Estratégica no Parque Nacional do Kruger, África do Sul
Izak Smit. South African National Parks, África do Sul

13:00 – 14:00 Almoço livre

14:00 – 16:00 Sessão 2. Um olhar mais próximo: África Austral Lusófona
Moderador – Vladimir Russo. Fundação Kissama, Angola
Uma estratégia integrada de conservação e desenvolvimento humano para a restauração do Parque Nacional da Gorongosa
Marc Stalmans. Parque National da Gorongosa, Moçambique

Biodiversidade de Angola - uma síntese moderna. 
Brian J Huntley. CIBIO-InBIO, Universidade do Porto, Portugal

A descoberta, resgate e reabilitação da Palanca-gigante de Angola
Pedro Vaz Pinto. Fundação Kissama, Angola

Uma avaliação das alterações da paisagem em Angola
John Mendelsohn. RAISON, Namíbia 

16:00 – 16:20 Coffee Break

16:20 – 17:45 Sessão 3. Case Studies: CIBIO na África Austral 
Moderadora – Raquel Godinho. CIBIO-InBIO, Universidade do Porto
África do Sul: A evolução da cooperação: lições de um estudo de longo termo sobre o tecelão-social no Kalahari
Rita Covas. CIBIO-InBIO, Universidade do Porto & FitzPatrick Institute, África do Sul

Namíbia: Coexistir com a vida selvagem: perceções de uma comunidade no nordeste da Namíbia 
Ezequiel Fabiano. Universidade da Namíbia, Namíbia 

Angola: O estudo dos anfíbios de Angola: o caminho percorrido e próximos passos
Ninda Baptista. CIBIO-InBIO, Universidade do Porto

Moçambique: Como a genética está a desvendar padrões de hibridização passada e presente entre duas espécies de babuínos no Parque Nacional da Gorongosa
Joana Ferreira da Silva. CIBIO-InBIO, Universidade do Porto

17:45 – 18:45 Porto de Honra

18:45 – 19:00 Sessão 4. Anúncio publicação de livros sobre Angola
Secretário de Estado do Ambiente de Angola - Joaquim Manuel 
Editora Arte & Ciência - Jorge Reis-Sá

Sudoeste de Angola: Um Retrato da Vida e da Terra
John Mendelsohn e Stephie Mendelsohn

Biodiversidade de Angola – Ciência & Conservação: Uma Síntese Moderna
Brian Huntley, Vladimir Russo, Fernanda Lages, Nuno Ferrand

19:00 – 20:45 Sessão 5. Documentário 
Moderador – Vladimir Russo. Fundação Kissama, Angola
Into the Okavango
Documentário sobre um projeto em curso da National Geographic Society

Sessão de discussão com a protagonista do documentário
Adjany Costa. National Geographic Okavango Wilderness Project, Angola

20:45 Encerramento

08:30 Chegada / Registo
09:00 – 09:45 Sessão 1. Discursos Institucionais 
Vice-Presidente da Fundação de Serralves: Manuel Ferreira da Silva
Diretor do CIBIO-InBIO, Universidade do Porto: Nuno Ferrand
Reitor da Universidade do Porto: António Sousa Pereira
Vice Governadora da Huíla: Maria João Chipalavela
Presidente da Comissão Nacional da UNESCO (Portugal): José Filipe Moraes Cabral
Secretário de Estado do Ambiente de Angola: Joaquim Lourenço Manuel
Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior: João Sobrinho Teixeira

09:45 – 10:00 Sessão 1. Assinatura de Protocolos de Colaboração 
1. UNESCO - Fundação de Serralves
2. Fundação Kissama, Angola - CIBIO-InBIO, Universidade do Porto, Portugal

10:00– 11:00  Sessão 2. A Cátedra UNESCO Vida na Terra: Apresentação
Moderador – José Filipe Moraes Cabral, UNESCO - Portugal
A visão da UNESCO para a ciência e educação avançada em África
Peggy Oti-Boateng. UNESCO, Paris, França

Cátedra UNESCO Vida na Terra – o processo
Nuno Ferrand. CIBIO-InBIO, Universidade do Porto

Cátedra UNESCO Vida na Terra – atividades
Carlos de Almeida Pereira. CIBIO-InBIO, Universidade do Porto

11:00 – 11:30 Coffee Break

11:30 – 13:00 Sessão 2. Cátedra UNESCO Vida na Terra e a Rede de TwinLabs do CIBIO
Introdução – Paulo Azevedo, SONAE, Portugal
Moderador –  Nuno Ferrand. CIBIO-InBIO, Universidade do Porto
MESA-REDONDA parceiros da iniciativa TwinLabs do CIBIO
África do Sul: Universidade de Joanesburgo, Nuno Ferrand
Angola: ISCED-Huíla - José Luís Alexandre, Fernanda Lages 
        Moçambique: CITSC-Chókwè - Gertrude Thompson
Namíbia: Universidade da Namíbia - Ezequiel Fabiano
Zimbabué: Universidade do Midlands State - Tinashe Muteveri
Lubango: Um futuro centro de investigação e formação em biodiversidade
Eduardo Beira. CIBIO-InBIO, Universidade do Porto

13:00 – 14:00 Almoço livre

14:00 – 15:00 Sessão 3. A importância de redes de investigação em biodiversidade em África 
Moderador & Introdução – Brian J Huntley. CIBIO-InBIO, Universidade do Porto, Portugal
SAPECS: Programa da África Austral para Alterações dos Ecossistemas e Sociedade
Belinda Reyers. Universidade de Stellenbosch, África do Sul

SASSCAL: Centro de Investigação da África Austral para Mudanças Climáticas e Gestão Adaptativa da Paisagem
Fernanda Lages. ISCED-Huíla, Angola

Rede de Investigação em Savanas
Izak Smit. South African National Parks, África do Sul

AIR: Centro de Investigação sobre Interações Atlânticas
Joaquín Brito, Atlantic Interactions, Portugal (a confirmar)

GBIF: Sistema Global de Informação sobre a Biodiversidade
Rui Figueira. CIBIO-InBIO, Instituto Superior de Agronomia, Universidade de Lisboa

15:00 – 16:00 Sessão 4: Formação avançada para a biodiversidade em África 
Moderador & Introdução – Jorge Palmeirim, Universidade de Lisboa Portugal
Nigéria: Mestrado em Biologia da Conservação - APLORI 
Nigel Collar, BirdLife International, Cambridge, Reino Unido

Moçambique: Mestrado em Biologia da Conservação - Laboratório de Biodiversidade EO Wilson, Gorongosa – Marc Stalmans. Parque Nacional da Gorongosa
África do Sul: Mestrado em Biologia da Conservação - FitzPatrick Institute
Martim Melo. CIBIO-InBIO, Universidade do Porto & Universidade da Cidade do Cabo

África do Sul: SAEON - Rede Sul-Africana de Observação Ambiental 
William Bond. Universidade da Cidade do Cabo

16:00 – 16:15 Cátedra UNESCO Vida na Terra: Conclusões
Nuno Ferrand. CIBIO-InBIO, Universidade do Porto

16:15 – 16:30 Coffee Break

16:30 – 17:00 A Fundação de Serralves
Serralves: Retrato de um parque histórico
Ricardo Bravo. Fundação de Serralves

17:00 – 18:30 Visitas guiadas a Serralves 
Parque: Ricardo Bravo. Fundação de Serralves
Raquel Ribeiro e Teresa Matos. CIBIO-InBIO, Universidade do Porto
Museu: Educador do Serviço Educativo Artes. Fundação de Serralves

18:30 Encerramento

#
  • Horário08h30 - 20h30
  • Dias 23 ABR 2019 - 24 ABR 2019

Ser Amigo faz a diferença.
Junte-se a nós! 

MoradaRua D. João de Castro, 210
4150-417 Porto Portugal
Latitude 41º 9'35.40"N
Longitude 8º39'35.35ºW
CONTACTE-NOS 226156500
SIGA-NOS
Serralves