Facebook Linkedin Twitter

Visitas em Língua Gestual Portuguesa

Desde maio de 2015, a Fundação de Serralves oferece mensalmente visitas orientadas em Língua Gestual Portuguesa (LGP), numa parceria com a Laredo Associação Cultural

Especificamente dirigidas à comunidade surda, estas visitas recebem os visitantes na sua língua natural, para um diálogo sobre as exposições no museu, a arte contemporânea, a arquitetura e a paisagem de Serralves.

De acordo com a Carta dos Direitos da Pessoa Surda, de 2001, "a cultura deve ser facilmente acessível às pessoas surdas, em todos os seus domínios: artes, literatura, ciências, tecnologia, museus, criando-se as condições necessárias para tal”. Esta proposta do Serviço Educativo do Museu de Arte Contemporânea de Serralves responde ao desafio de trazer a comunidade surda ao encontro deste Museu de referência internacional.

Acesso: gratuito, mediante levantamento de bilhete para a atividade
Lotação: 25 pessoas

Visitas em Serralves
Visita orientada em Língua Gestual Portuguesa à exposição Incerteza viva: Uma exposição a partir da 32ª Bienal de São Paulo. por Laredo, Associação Cultural.Gabriel Abrantes, Jonathas de Andrade, Sonia Andrade, Ceci...
Conceito e Realização
Este conjunto de visitas parte de uma proposta do Serviço Educativo de Serralves numa parceria com a Laredo Associação Cultural. Uma iniciativa original que pretende apresentar o universo do Museu de Serralves à comunidade surda, em Língua Gestual Portuguesa (LGP).
A visita em LGP implica um processo criativo que se desenvolve em dois momentos: 
a) Estudo, das exposições selecionadas, numa colaboração da equipa Laredo com a equipa do Serviço Educativo do Museu de Serralves.  
b) Desenvolvimento de um processo de interpretação/adaptação exigente numa língua de modalidade visual-espacial, em colaboração com pessoas surdas.

Objetivos
- Proporcionar momentos que estabelecem relações de entendimento e familiaridade entre a comunidade surda e o Museu de Serralves;
- Promover a inclusão da comunidade surda assegurando a acessibilidade comunicacional;
- Desenvolver a reflexão criativa através do diálogo entre público e mediadores;
- Criar gestos que respondam à necessidade de comunicar conteúdos especificamente relacionados com a coleção e as exposições do Museu de Serralves;
- Divulgar a coleção e as exposições do Museu de Serralves;
- Contribuir para referenciar o Museu de Serralves, a nível nacional, como espaço cultural aberto à acessibilidade de conteúdos junto da comunidade surda.

Metodologia
Desenho de metodologias ativadoras da participação do grupo na construção do conhecimento:
- Proposta de desafios cognitivos, convidando os participantes a construir perspetivas pessoais e significados sobre o observado no Museu; 
- Estabelecimento de um diálogo horizontal, interativo e fluido como base estruturante dos diferentes momentos das visitas.

Equipa Laredo 

Joana Macedo (Porto)
Professora e mediadora cultural desde 2003, tem colaborado de forma transversal em projetos que cruzam a História da Arte Contemporânea, a programação cultural e a Educação em espaços de educação informal (Centro de Pedagogia e Animação do CCB, Museu Grão Vasco, Casa das Histórias Paula Rego). Terminou recentemente mestrado com um estudo sobre uma tapeçaria bordada que Paula Rego. Atualmente colabora com o grupo de discussão "Yo Soy Un Otro", organizado pelo coletivo Pedagogias Invisíveis no Matadero de Madrid. É coordenadora de programação no Festival Andanças. joana.macedo.79@gmail.com 

Susana Tavares (Vouzela)
Mediadora cultural e intérprete de Língua Gestual Portuguesa (LGP), o seu percurso profissional desenvolveu-se em serviços educativos de espaços museológicos, tendo-se dedicado à criação, divulgação e execução de programas educativos para diferentes públicos. Comprometida com a acessibilidade de equipamentos culturais à comunidade surda, participa em projetos inovadores, tais como o desenvolvido entre a Escola Superior de Educação de Coimbra e o Museu Monográfico de Conímbriga, em que participaram alunos surdos, professores, historiadores, linguistas, surdos e intérpretes de LGP. Integra o Grupo de Teatro Visual Corpus (Coimbra), cujo principal objetivo é destacar a língua gestual e a visão do mundo peculiar dos surdos. susanapereiratavares@gmail.com 

Consultor: Miguel Horta (Lisboa)
Miguel Horta (1959) é um pintor que se dedica à partilha e comunicação com o outro, daí que a sua intervenção se estenda à mediação cultural (museus, bibliotecas públicas e escolares, bairros problemáticos e estabelecimentos prisionais, ruas e praças). Horta é ainda autor/ilustrador de literatura infanto-juvenil (Pinok e Baleote-PNL e Dacoli e Dacolá-PNL). Pronto está Rimas salgadas, um livro de poemas para a infância sob o tema do mar. Escreveu a peça Retratinho de Amílcar Cabral. Contador de histórias: intervém em contextos muito variados, narrando com regularidade nas Palavras Andarilhas. Apresentou, recentemente, o espetáculo de narração oral Arribalé! no O Espaço do Tempo (Montemor-o-Novo). Formador na área da mediação leitora e mediação junto de necessidades educativas especiais. Integra o projeto 10x10 do Programa Descobrir/Gulbenkian. Em 2012 expôs Troncos e marés na Galeria Appleton Square (2012). Em 2014 funda a Laredo Associação Cultural.

Consultora Convidada: Joana Cottim (Porto)
Mediadora socioeducativa, da formação e da comunicação, trabalha como Guia Surda, em alguns museus e espaços culturais desde 2014. Paralelamente a isso, é docente de Língua Gestual Portuguesa nas Escolas de Referência para a Educação Bilingue de Alunos Surdos, trabalhando no Agrupamento de Escolas de Santa Maria da Feira. Frequentou a Licenciatura em Ciências da Educação, tendo concluído o mestrado em Educação e Surdez, no ano 2014, abordando as questões da Liderança Surda no âmbito do Movimento Associativo. É reconhecida e valorizada pela Comunidade Surda e Ouvinte, prestando serviços sociais e comunitários, nomeadamente, ligados às Associações de Surdos. Exerce funções como Presidente da Comissão Nacional de Juventude Surda, uma organização juvenil vinculada à Federação Portuguesa das Associações de Surdos.

Equipa Serralves
Coordenadora e Programadora: Denise Pollini
Produtoras: Diana Cruz e Cristina Lapa


Ser Amigo faz a diferença.
Junte-se a nós! 

MoradaRua D. João de Castro, 210
4150-417 Porto Portugal
Latitude 41º 9'35.40"N
Longitude 8º39'35.35ºW
CONTACTE-NOS 226156500
SIGA-NOS
Serralves