CINEMA

JONAS
MEKAS

CINEMA NA LINHA DE FOGO


13–19 NOV

Auditório de Serralves

Programação: António Preto


 

O cinema de Jonas Mekas, provavelmente o mais importante realizador do cinema de vanguarda norte-americano, não é só uma hipótese de fuga ao desenraizamento que marcou o século XX e que volta hoje a ser dramaticamente actual. É urgência de um compromisso com a história.

Da sua vastíssima produção, desenvolvida, ao longo dos últimos sessenta anos, em múltiplos meios e suportes, apresentamos em Serralves uma selecção de filmes, dos mais recentes aos mais emblemáticos, que marcam a singularidade do seu trabalho e reposicionam o cinema de vanguarda como cinema na linha de fogo.

 
   
 
PROGRAMA


     
 

17 NOV | SEX | 21h30
Lost Lost Lost, 1976
16mm, 180 min.



18 NOV | SÁB | 15h00
As I Was Moving Ahead Occasionally I Saw Brief Glimpses of Beauty, 2000
16mm, 288 min.



18 NOV | SÁB | 21h30
He Stands in the Desert Counting The Seconds of His Life, 1985
16mm, 150 min.


 

19 NOV | DOM | 17h00
Sleepless Nights Stories,
2011
DV, 114 min.



19 NOV | DOM | 21h30
Out-takes from the Life of a Happy Man,2012
DV, 68 min.





Todos os filmes serão apresentados nas suas versões originais, em inglês.

 
         
   
   
     
  da coleÇÃo de serralves aquisiÇÕes recentes

TRIS
VONNA-
-MICHELL

A Watermark: Capitol Complex

18 NOV – 11 FEV 2018
Galeria Contemporânea

 

A Watermark: Capitol Complex [Uma marca de água: Complexo do Capitólio] é uma instalação composta por uma dupla projeção de diapositivos sincronizada com uma composição musical e um trecho falado. A obra parte da história da construção, numa Índia recém-independente, de dois projetos do famoso arquiteto franco-suíço Le Corbusier (1887–1965): a cidade de Chandigarh (1950–65) e o seu Complexo do Capitólio. Ambos deveriam representar exemplarmente o sonho de uma Índia moderna e os valores da democracia, mas acabaram por simbolizar a burocracia e o falhanço das utopias modernistas.

 
   
   
     
  Visita orientada

COLEÇÃO DE SERRALVES:
1960-1980

DA LINGUAGEM DOS OBJETOS

18 NOV | SÁB | 17h00
Galerias do Museu

 

Visita orientada por Rui Torres, investigador.

O núcleo da exposição dedicado à "Linguagem", constituído por objetos de materiais diversos, vídeos, desenhos e serigrafias, centra-se na materialidade significante das formas artísticas, comunicando, de um modo expressivo, o diálogo entre as artes e a linguagem, ao mesmo tempo evidenciando as relações icónicas entre escrita, som, imagem e sentido. Estas obras, problematizam por isso as fronteiras entre géneros, materiais e formas, sinalizando a obra como entidade híbrida e intermédia.

Acesso: mediante aquisição de bilhete Museu e Parque (emitido no dia)
Lotação: 25 pessoas



 
   
 
VISITA ORIENTADA


 
OFICINA | CONVERSA | PERCURSO
 
     
         
  O OUTONO NO PARQUE DE SERRALVES

18 NOV | SÁB | 15h00
Parque e Museu
  BRIÓFITAS (MUSGOS)

19 NOV | DOM | 10h00

Parque de Serralves