UM OLHAR PARA A ARTE CONTEMPORÂNEA: TACITA DEAN

30 MAR 2019
Refletindo sobre a dimensão cosmológica do filme experimental e a relação dos artistas com o suporte filme, nesta visita a curadora Margarida Mendes desdobrará alguns dos temas da obra de Tacita Dean através de referência a artistas que se dedicam à exploração de questões matéricas no campo da imagem em movimento, perguntando: como pode a passagem do tempo ser registada através de um meio visual, inscrevendo-se na matéria?
Acesso: mediante aquisição de bilhete Museu (emitido no dia)Lotação: 25 pessoas
Margarida Mendes Margarida Mendes é curadora, educadora, vive em Lisboa. A sua pesquisa - com enfoque no cruzamento da cibernética, filosofia, ecologia e filme experimental - explora as transformações dinâmicas do ambiente e o seu impacto nas estruturas sociais e no campo da produção cultural. Integrou na equipa curatorial da 11ª Bienal de Gwangju (2016) e da 4ª Bienal de Design de Istambul (2018). Dirigiu também diversas plataformas educacionais, como escuelita, uma escola informal do Centro de Arte Dos de Mayo - CA2M, Madrid (2017); O espaço de projetos The Barber Shop em Lisboa dedicado à pesquisa transdisciplinar (2009-16); e a plataforma de pesquisa curatorial sobre ecologia The World In Which We Occur, activa desde 2014. Margarida Mendes é doutoranda no Centre for Research Architecture, Visual Cultures Department, Goldsmiths University of London com o projeto "Deep Sea Spectrum” e uma frequente colaboradora do canal online de vídeo reportagem Inhabitants.
Pad2 800x450 cover