A Arte e a Ciência: o exemplo do plástico nos oceanos

Conversas com Ciência

18 OUT 2020

Horário: 11:00 - 12:30

Local: Lagar – Quinta de Serralves

Lotação: 20 pessoas

Acesso: gratuito, sujeito a inscrição obrigatória a.silva@serralves.pt, até às 17:00 da sexta-feira anterior

Entrada pela Rua Bartolomeu Velho, 141

Pad2 800x450 cover

A arte e a ciência têm sido vistas tradicionalmente como disciplinas separadas, com a capacidade de abstração, criatividade e interpretação pessoal da arte em aparente choque com o raciocínio lógico, rigor e a objetividade do método científico. Contudo, a utilização de linguagens artísticas para a transmissão de conceitos científicos tem vindo a ser cada vez mais utilizada, exatamente pela capacidade de estimular outras formas de perceção, capazes de ativar reações sensoriais ou emotivas que deixam marcas mais profundas no público.


Calcula-se que mais de 8 milhões de toneladas de plástico chegam ao Oceano todos os anos, acarretando impactes dramáticos sobre a biodiversidade e na saúde humana.

Nesta conversa vamos explorar de que forma a Campanha Ocean Action do CIIMAR tem vindo a incluir a arte como forma de comunicação e disseminação do problema dos plásticos no Oceano, bem como abordar o potencial desta combinação entre a arte e a ciência no processo pedagógico.


Investigador: José Teixeira


S 800xnull Contain
José Teixeira
Image

José Teixeira é doutorado em biologia e coordenador do Gabinete de Comunicação de Ciência do CIIMAR (Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental - Universidade do Porto). Entre outras tarefas, é responsável pelo desenvolvimento e implementação de projetos de literacia do oceano, como a Campanha “Ocean Action”, direcionada para a sensibilização da sociedade para o problema do plástico no Oceano. No âmbito desta Campanha, é também responsável pela curadoria das exposições temáticas “Mar de Plástico” e “Monstros Marinhos”, que combinam ciência, arte e multimédia como ferramentas disseminação.