CONVERSA COM DAVID BEHRMAN E TERRI HANLON (MODERAÇÃO: ISILDA SANCHES)

Open Space: Focus on David Behrman

Biblioteca
28 NOV 2021

Horário: 16:00

Pad2 800x450 cover

David Behrman e Terri Hanlon são companheiros desde os anos 1970. Esta conversa é uma oportunidade para conhecer perspetivas, processos e abordagens no trabalho de Behrman, bem como para perceber as dinâmicas de colaboração entre o casal e como o seu entorno permeou os percursos artísticos de ambos. 

David Behrman



David Behrman

David Behrman é um compositor e artista ativo desde os anos 1960. Ao longo dos anos tem feito instalações sonoras e multimédia para espaços de galerias, bem como composições para performances em concertos. ‘My Dear Siegfried’, ‘Leapday Night’, ‘On the Other Ocean’, ‘Interspecies Smalltalk’ e ‘Long Throw’ estão entre as obras de Behrman para solistas e pequenos ensembles.

As instalações sonoras e multimédia de Behrman foram exibidas em várias galerias e museus. Entre as instalações estão 2Cloud Music” (1979), uma colaboração com Robert Watts e Bob Diamond; “Sound Fountain” (1982), uma colaboração com Paul DeMarinis, “Algorithme et Kalimba” (1986), uma colaboração com George Lewis; “Pen Light” (2002) e “View Finder” (2005).

Juntamente com Robert Ashley, Alvin Lucier e Gordon Mumma, Behrman fundou a Sonic Arts Union em 1966. Teve uma longa associação com a Merce Cunningham Dance Company como compositor e intérprete, criou música para várias peças do repertório da companhia e foi membro do Comité de Música da Companhia durante seus últimos anos. Behrman recebeu bolsas da NEA, NYSCA, NYFA, da Japan-United States Friendship Commission, D.A.A.D., da Foundation for Contemporary Arts e da Henry Cowell Foundation. É membro do corpo docente do Avery Graduate Program no Bard College desde 1998.

As gravações de áudio de suas obras foram editadas na XI, Lovely Music, Pogus. New World e WERGO; vídeos seus podem ser vistos em Roulette.org e ubu.com.


Terri Hanlon

Terri Hanlon é autora de dois pequenos filmes, "Meringue Diplomacy" (2010) e "Inversion of Solitude" (1993). Ambos integram performances de um círculo de talentosos colegas artistas que participaram com música, iluminação, trabalho de câmara e figurinos. Terri é bacharel em escultura pelo California College of the Arts. No final dos anos 1970, foi cofundadora de um grupo de artes performativas, The EVA Sisters (Terri, Fern Friedman e Deborah Slater) sediado em San Francisco. As EVA Sisters (batizadas com o termo usado na astronáutica: atividade extra-veicular) colaboraram com David Behrman na produção de uma das primeiras peças de artes performativas interativa, "Looking Past the Future" em 1979. No final dos anos 1970 e início dos anos 1980, Friedman e Hanlon colaboraram com os compositores Paul DeMarinis e David Behrman e a performer Anne Klingensmith para produzir o álbum "She's Wild". Fizeram, igualmente, várias versões performativas interativas ao vivo dessa peça em São Francisco e Nova Iorque. Hanlon tlevou consigo um interesse pela sociologia quando se mudou para a cidade de Nova Iorque no início dos anos 1980, criando uma série de vídeos musicais curtos baseados em vários aspetos da vida nas costas leste e oeste dos Estados Unidos. A música de Frankie Mann e de Rhys Chatham integra vários desses vídeos, exibidos na PBS e em várias clubes noturnas da downtown nova-iorquina. Nos anos 1990, Terri passou a fazer filmes / vídeos musicais com uma escala maios. O primeiro desses filmes, " Inversion of Solitude", foi concluído em meados dos anos 1990 e "Meringue Diplomacy" foi concluído em 2009. Ambos podem ser caracterizados como "narrativas disjuntivas" baseadas na performance art, surgindo do trabalho que tinha começado no final dos anos 1970 com The EVA Sisters. O seu documentário "The Frog In The Pond" (2016) é uma homenagem à sua cidade natal, San Francisco, e ao contexto artístico e pessoas que a influenciaram.

 

Em 2007, Terri Hanlon dirigiu a série de vídeos online Roulette TV, dez programas com performances e entrevistas com um amplo espectro de compositores de vanguarda, que podem ser vistos online em ubu.com e roulette.org.

 

Hanlon também é conhecida por seus retratos que combinam fotografia com artes gráficas digitais, pelo design dos seus cartões conceptuais e capas de discos. Os seus retratos em impressão Iris estão em coleções particulares na Tailândia, Alemanha, Espanha e Estados Unidos.


Isilda Sanches

 Isilda Sanches é jornalista e divulgadora musical. Ao longo de quase três décadas escreveu em publicações como Capital, Independente, Diário de Notícias ou a revista Elle. Atualmente é colaboradora do Observador. Trabalhou em rádios de referência como XFM e Marginal, fundou a Rádio Oxigénio em 1999 e faz parte da equipa da Antena 3 desde 2015.  Além de emissão diária e de uma rubrica dedicada às notícias de ciência (Fricção Científica), tem também um programa de autor semanal, Muitos Mundos, onde procura mostrar música sem barreiras de estilo, cronologia, geografia ou bpms, mas com especial foco na música eletrónica.

A DECORRER

TERMINADAS