MARTIN SAVRANSKY, PETER SKAFISH, KRITI KAPILA

INVESTIGANDO O LADO DE FORA
Auditório da Casa do Cinema Manoel de Oliveira
30 JUN | 18H30

Comunicações em inglês.

Pad2 800x450 cover
Imagem: still do filme La Jetée (1962) de Chris Marker.

Existe alguma coisa — existe alguém — fora deste mundo? O mundo moderno que emergiu durante a era colonial e que, em grande parte, persistiu até hoje foi concebido de várias maneiras enquanto tecnologização de todos os seres, ou a sua repartição ontológica, ou a absoluta medição de cada um em relação ao resto. Mas enquanto essas definições nos dizem algo sobre certos aspetos essenciais da modernidade, elas podem não nos dizer o que elas fazem juntas, que é incorporar seres num sistema cada vez maior e mais potente. Dito de outra forma, a modernidade pode ser antes de tudo o projeto de trazer seres e mundos para dentro do mundo amplo e diverso que constrói com eles. Nesse caso, torna-se mais necessário do que nunca procurar, engajar e pensar sobre os aspetos externos ao mundo moderno e ajudá-los a permanecer de fora.

Neste painel de discussão e diálogo, o filósofo Martin Savransky discutirá o seu recente livro Around The Day in 80 Worlds: Politics of The Pluriverse e a sua relação com uma nova pesquisa, na qual desenvolve uma crítica da modernidade e da ecologia enquanto projetos de interiorização; o antropólogo Peter Skafish apresentará o projeto do seu próximo livro sobre “pensar o lado de fora”, Rough Metaphysics: The Speculative Thought and Mediumship of Jane Roberts; a antropóloga Kriti Kapila juntar-se-á a eles para discutir seu novo livro, Nullius: The Anthropology of Ownership, Law, and Sovereignty in India, onde discute a modernidade de um sistema de direito legal que incorpora pessoas, corpos, terras e coisas por meio do desapossamento.



A DECORRER

TERMINADAS