MANOEL DE OLIVEIRA E O CINEMA PORTUGUÊS

Casa do Cinema Manoel de Oliveira
22 OUT 2019

18:30

Acesso: €3

Pad2 800x450 cover

Manoel de Oliveira começou como dissidente de um cinema a que, então, se chamava "cinema nacional”. Fazendo, nesse tempo, face às obstruções ao seu desejo de cinema e ao seu percurso como cineasta, ele construiu – com um escasso número de filmes, realizados ao longo de muitos anos (demasiados anos) – uma poderosa figura moral acompanhada, desde logo e ao mesmo tempo, por um vasto reportório de novas formas.

Tanto sob o plano da invenção formal quanto no que respeita aos temas sobre os quais o seu cinema se lançava, Oliveira foi diversas vezes moderno e sem nenhum atraso em relação aos movimentos mundiais, tendo-lhe acontecido ser pioneiro a essa escala.

E particularmente resiliente face aos impasses do que corre o risco de se tornar um "sistema”.

E sempre pioneiro, se nos colocarmos à escala de Portugal, onde o seu percurso singular o coloca de facto, sem qualquer dúvida, numa posição de "consciência” do que passou a designar-se como "cinema português”… deixando de lhe chamar "cinema nacional”.

Jacques Lemière

Entrada pela Casa do Cinema Manoel de Oliveira, Rua de Serralves, 873

Image
Image

A DECORRER

TERMINADAS

Image desktop