ORIENT EXPRESS

VIAGEM DE RETORNO
Museu
31 JAN - 06 DEZ 2020

Ao longo de cerca trinta anos foi criado um espólio de maquetes e outras peças que foram usadas em exposições da Obra do arquiteto Álvaro Siza.

A maioria das exposições onde este material expositivo foi usado, ou exposto, teve a curadoria do arquiteto Carlos Castanheira que o mantinha à sua guarda.

Muitas destas peças, em especial maquetes de madeira e maquetes de cartão foram emprestadas para muitas outras exposições organizadas e curadas em todo o mundo, como por exemplo as que fazem parte da exposição (in)Disciplina patente no Museu de Serralves.

Estando o Museu de Serralves a criar e a organizar atividades, assim como um Arquivo de Arquitetura, pareceu a Álvaro Siza e a Carlos Castanheira que é o momento indicado para entregar ao cuidado do Museu de Serralves a guarda, restauro e gestão de todas essas peças.

Em 2019 procedeu-se ao transporte, entrega, avaliação, inventariação e depósito do referido material.

No início de 2020, em especial as maquetes, serão alvo de limpeza e restauro de modo a que estejam disponíveis para o empréstimo, para a consulta e análise de estudiosos mas também do público em geral.

Com este espólio pretende-se que seja possível criar melhores condições para a divulgação, interpretação e discussão da Arquitetura como uma Arte essencial e fundamental ao bem-estar e evolução da Humanidade.

Imagem: Esquisso Álvaro Siza. Coleção Arqt. Carlos Castanheira.
Apoio: FAMO, HENRIQUES & RODRIGUES, NORPRINT e PORTILAME

800.800 cover
800.1066 cover
800.800 cover
800.1066 cover
800.800 cover
Image

VER MENOS

VER MAIS

Image
Image
Image
Image desktop
Image mobile
Carlos Castanheira

Curso de Arquitetura da Escola Superior de Belas Artes da Universidade do Porto 1976-1981.

Viveu em Amsterdão de 1981 a 1989, onde trabalhou como arquiteto e frequentou o Curso de Arquitetura da Academie Voor Bouwkunst Van Amsterdam.

Em 1993 cria o escritório de arquitetura Carlos Castanheira & Clara Bastai, Arquitectos Ldª com a arquiteta Maria Clara Bastai.

Desenvolvendo a sua atividade essencialmente no campo das obras privadas, tem participado em júris de concursos de arquitetura, conferências, orientando cursos, comissariado e organizado exposições, editando e publicando livros e catálogos.

Desde estudante que colabora com o arquiteto Álvaro Siza em projetos em Portugal, mas sobretudo no Estrangeiro.

Em 2005 recebeu o Prémio Nacional de Arquitectura em Madeira – PNAM com a Casa do Avenal. Em 2011 recebeu o Prémio Nacional de Arquitectura em Madeira - PNAM, com a Casa de Adpropeixe, no mesmo ano recebe a Menção Honrosa do Prémio Nacional de Arquitectura em Madeira – PNAM com a Adega Casa da Torre. Em 2015 recebe em co-autoria com o Arq. Álvaro Siza o Prémio Internacional Archdaily - Office Building of the Year 2015 com o Building on the Water - Shihlien Chemical. Neste mesmo ano recebe o Prémio Best Wine of Tourism 2015 – Vencedor regional na categoria de Arquitectura e Paisagem com a Adega Quinta da Faísca e a Menção Honrosa pela Qualidade Estrutural da Obra do Prémio Nacional da Arquitectura em Madeira - PNAM com o projecto do Centro Equestre do Cabo do Mundo. Em 2016 o projecto Building on Water - Shihlien Chemical - é nomeado para o Archmarathon Awards. Em 2016, projecto finalista do Prémio na Plataforma Archdaily, na categoria de Desporto, com o Centro Equestre do Cabo do Mundo. Em 2017 recebe o Prémio Valmor e Municipal de Arquitectura em co-autoria com o Arq. Álvaro Siza com o projecto Terraços do Convento do Carmo.