EXPOSIÇÃO ARQUIVO PERPÉTUO: AS PUBLICAÇÕES E OS PROJETOS EDITORIAIS DE HANS ULRICH OBRIST

Mezanino da Biblioteca de Serralves
12 NOV 2021 - 15 AGO 2022
Pad2 800x450 cover

Por Joseph Grigely

ROTEIRO DA EXPOSIÇÃO


Arquivo perpétuo: As publicações e os projetos editoriais de Hans Ulrich Obrist é uma exposição dedicada ao arquivo de publicações do curador Hans Ulrich Obrist, atualmente diretor artístico das Serpentine Galleries em Londres.

Desde 1991, ano em que organizou a sua primeira mostra — The Kitchen Show — no seu apartamento em St. Gallen, na Suíça, Obrist comissariou mais de 350 exposições e entrevistou mais de um milhar de personalidades, entre elas artistas, cientistas, cineastas, historiadores. Desta prolífica atividade resultou um arquivo de milhares de publicações e documentos, incluindo ensaios, livros, transcrições e documentação efémera de exposições e exposições apresentadas sob a forma de publicações, assim como desenhos, fotografias e documentação em vídeo.

 

O tema abrangente da exposição inclui uma análise dos documentos de um arquivo enquanto nós de uma rede de relações humanas. Neste sentido, um arquivo não é uma mera recoleção de documentos ou uma inventariação da história da sua publicação, mas sim um conjunto de informação que sublinha as pessoas, as ideias e os projetos culturais que contribuíram para a sua materialização. Arquivos são essencialmente conhecimento latente: fornecem, a cada geração subsequente, respostas para perguntas que ainda não foram formuladas. Arquivo perpétuo constituiu-se como uma forma de mostrar como os materiais do arquivo refletem a prática curatorial de Obrist, que consiste em criar ligações entre pessoas, disciplinas, espaços de exposição e continentes — uma prática sustentada de hifenização cultural.

 

Com a cooperação de Obrist, Joseph Grigely tem vindo a compilar este arquivo desde 1997, tratando-o simultaneamente como arte e como fonte de erudição. Enquanto parte da sua atividade letiva na School of the Art Institute of Chicago, Grigely organizou aulas que se baseiam em projetos para abordar aspetos específicos do arquivo. Nos últimos sete anos, mais de cinquenta estudantes participaram no desenvolvimento do arquivo. Contribuíram para a conceção de: um guia de estilos para a bibliografia; a indexação de documentos numa base de dados bibliográfica; e a produção de publicações, incluindo um Guia da Visita ao Arquivo Hans Ulrich Obrist; e produziram mais de quinze exposições em vitrinas, baseadas nos materiais do arquivo.

Em Ways of Curating (2014) Obrist escreveu: “Uma exposição tem de criar uma vida própria.” Arquivo perpétuo é uma exposição onde acontece exatamente isso: decorre por um período de oito meses, e em cada mês novos materiais são acrescentados à mostra, como uma série de capítulos que se vai desenvolvendo.

A exposição também inclui uma história do próprio arquivo — fundamentalmente, um arquivo do arquivo — que documenta a forma como este foi mudando ao longo do tempo relativamente ao contexto de ferramentas tecnológicas e conhecimento humano.

 

“Arquivo perpétuo: As publicações e os projetos editoriais de Hans Ulrich Obrist” organizada pela Fundação de Serralves - Museu de Arte Contemporânea, Porto, sob a direção de Philippe Vergne, Director e Sónia Oliveira, Bibliotecária.

Concebida e comissariada pelo artista Joseph Grigely, com o apoio de Rachel Wang e Tess Davey, do assistente de Obrist, Max Shackleton, e de outros membros da equipa do Arquivo de Publicações Obrist.

A DECORRER

TERMINADAS

Image desktop