Joan Miró

Coleção

Clique aqui para conhecer o Acervo Joan Miró depositado em Serralves

A Coleção Miró, propriedade do Estado Português, cedida ao Município do Porto pelo prazo de 25 anos e em depósito na Fundação de Serralves pelo mesmo período, reúne oitenta e cinco trabalhos do célebre artista catalão, abrangendo pinturas, desenhos, esculturas, colagens e tapeçarias. Percorrendo seis décadas de atividade artística, de 1924 a 1981, a Coleção toma a natureza física dos suportes e a transformação da linguagem pictórica como fundamentos da obra plástica de Miró, que marcou decisivamente a produção artística do século XX.

Desde setembro de 2016, Serralves organizou já três exposições fundamentais a partir desta Coleção: “Joan Miró: Materialidade e Metamorfose”, apresentada na Casa de Serralves em 2016, no Palácio Nacional da Ajuda em 2017-18 e na Fondazione Bano, Pádua, Itália em 2018; “Joan Miró e a Morte da Pintura”, apresentada na Casa de Serralves em 2018–19 e “Joan Miró: The Language of Signs”, apresentada no Palazzo delle Arti, Nápoles, Itália, em 2019–20. Todas estas exposições foram comissariadas por Robert Lubar, investigador da obra de Joan Miró de grande prestígio internacional, e foram acompanhadas pela edição de três importantes publicações.

 

© Succession Miró, ADAGP 2020

Toile brûlée III [Tela queimada 3], 4−31 dez. 1973

Tinta acrílica sobre tela queimada

Col. Estado Português, em depósito na Fundação de Serralves - Museu de Arte Contemporânea, Porto

Pad2 800x450 cover
Image desktop
Coleção

Clique aqui para conhecer o Acervo Joan Miró depositado em Serralves

A Coleção Miró, propriedade do Estado Português, cedida ao Município do Porto pelo prazo de 25 anos e em depósito na Fundação de Serralves pelo mesmo período, reúne oitenta e cinco trabalhos do célebre artista catalão, abrangendo pinturas, desenhos, esculturas, colagens e tapeçarias. Percorrendo seis décadas de atividade artística, de 1924 a 1981, a Coleção toma a natureza física dos suportes e a transformação da linguagem pictórica como fundamentos da obra plástica de Miró, que marcou decisivamente a produção artística do século XX.

Desde setembro de 2016, Serralves organizou já três exposições fundamentais a partir desta Coleção: “Joan Miró: Materialidade e Metamorfose”, apresentada na Casa de Serralves em 2016, no Palácio Nacional da Ajuda em 2017-18 e na Fondazione Bano, Pádua, Itália em 2018; “Joan Miró e a Morte da Pintura”, apresentada na Casa de Serralves em 2018–19 e “Joan Miró: The Language of Signs”, apresentada no Palazzo delle Arti, Nápoles, Itália, em 2019–20. Todas estas exposições foram comissariadas por Robert Lubar, investigador da obra de Joan Miró de grande prestígio internacional, e foram acompanhadas pela edição de três importantes publicações.

 

© Succession Miró, ADAGP 2020

Toile brûlée III [Tela queimada 3], 4−31 dez. 1973

Tinta acrílica sobre tela queimada

Col. Estado Português, em depósito na Fundação de Serralves - Museu de Arte Contemporânea, Porto