Visita Orientada

Exposição The Art of Mushrooms
Celeiro e Lagar - Quinta de Serralves
02 JUL 22 | 11H00 - 12H00
Pad2 800x450 cover

Arte e ciência parecem ter divergido como disciplinas nos séculos XVII e XVIII, tendo ambas apresentado então formas alternativas de analisar o mundo e os seus fenómenos.

A ciência tomou o caminho do empirismo, enquanto a arte se virou para a filosofia. Mas, cada vez mais, as fronteiras que separam estas duas áreas de interesse parecem antiquadas e
redutoras.

Os fungos são um tema que se tem generalizado tanto na cultura como na ciência (…). O nosso entendimento científico e económico dos organismos naturais está a mudar.

Na sua conferência de 2014 “Deep in Admiration”, a autora já́ falecida Ursula K. Le Guin sugeriu que arte, poesia e cultura visual poderiam ajudar a repensar a maneira como percecionamos a natureza. E escreveu: “Uma forma de deixarmos de ver as árvores, os rios ou os montes como ‘recursos naturais’ é classificá-los como seres parceiros – como nossos semelhantes.”


A finalidade da exposição é abordar as seguintes questões: por que razão são artistas e designers tão fortemente atraídos por fungos e micélios?


Por que são os fungos tão importantes para a cultura humana?

Os cogumelos tornaram-se uma metáfora do agora. São fundamentais para uma revolução cultural na filosofia e na arte. Graças a novas descobertas científicas, que vieram na esteira do desenvolvimento dos testes de ADN ao longo da década passada, os fungos tornaram-se um catalisador para entender a relação dos seres humanos com a natureza e estão a ser usados para propor novos modelos políticos, tecnológicos e económicos, mas também novos modelos de arte contemporânea e design. (…) Simbiose é a palavra que muitos têm usado para descrever a relação dos cogumelos com outros organismos. Mais do que qualquer outra coisa, esta noção de partilha equilibrada dá-nos uma ideia de como a humanidade está empenhada em encontrar formas alternativas de viver em harmonia. Para muitos artistas, os cogumelos representam a utopia.

Através da fotografia, pintura, escultura, colagem, animação digital e filme, estes artistas demonstram como os fungos estão a inspirar o trabalho artístico e ideias que são simultaneamente poéticas, psicadélicas, políticas, coloridas, inventivas e informativas. Acreditarmos assim ser esta a estética interdisciplinar inspiradora dos novos tempos e exigente na crescente harmonia entre as pessoas
e a natureza.


Francesca Gavin (Curadora da exposição)



A exposição A Arte dos Cogumelos contempla obras de 21 artistas internacionais onde se incluem: Angelo Plessas, Carsten Höller, David Fenster, Diana Policarpo, Hamish Pearch, James Kerr, Jeremy Shaw, Jon Cowan, Jonathan Zawada, Laurence Owen, Kristel Peters, Mae-Ling Lokko, MycoLyco, Pentagram, Perks and Mini, Seana Gavin, Sofia Arez, Stephan Doitschinoff, Sylvie Fleury, Takashi Homma, Vanessa Barragão

Mecenas do Parque

800.null cover

On going

Past